Ao remexer numa gaveta, Cláudio Ramos deparou-se, esta quarta-feira, com uma fotografia antiga que o fez lembrar a pessoa que era há alguns anos e o quanto mudou com o passar do tempo.

"Olhem, esbarrei com este numa gaveta. Havia uma altura em que usava popa no cabelo, vestia ganga completa com calças remendadas, largas a arrastarem pelo chão, amparadas num cinto grosso cheio de apliques prateados e ainda calçava os ténis cada um de sua cor, porque era mega irreverente! Achava que fazia cara de mau quando era só figura de parvo", começou por declarar o apresentador, descrevendo assim de forma crua o seu 'tesourinho'.

"Na altura era cheio de verdades absolutas e tinha dentro a enorme convicção do caminho que queria fazer..Mudou tudo. O cabelo, a roupa, até alguma da maneira de pensar. Mudou tudo! Tudo, menos a convicção. Entretanto aprendi que não há verdades absolutas e que o caminho nem sempre é a direito. Na prática cresci. Né?", completou Cláudio Ramos, assumindo-se agora uma pessoa diferente, mais madura e de bem com a vida.

Leia Também: Cláudio Ramos: "Era muito pretensioso, egocêntrico, arrogante"

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.