Alguns jornalistas, bloguers e analistas já falavam numa espécie de tradição mas, este ano, Brie Larson veio provar que esta não passa de mais uma teoria infundada, uma das muitas. Desde 2010, fizeram notar alguns comentadores de moda, que a maioria das vencedoras do Óscar de Melhor Atriz surgiu em palco com vestidos em tons de branco ou de nude para receber a cobiçada estatueta.

As únicas exceções foram Meryl Streep que, em 2012, optou por um vestido comprido dourado e Juliane Moore, que em 2015 usou uma criação Chanel em preto e branco. Este ano, Brie Larson, que estava nomeada por «Room» e que acabaria por vencer, surgiu na passadeira vermelha com um vestido azul escuro da Gucci. Uma criação do novo designer da marca Alessandro Michele.

Cristina Ehrlich, consultora de imagem da atriz, já revelou publicamente que esta foi a primeira vez que o estilista criou um modelo para este evento. «Foi uma estreia para os dois», afirmou, referindo-se também à primeira nomeação de Brie Larson. «Começámos a trabalhar no vestido ainda antes do Natal», revelou.

Se não tivesse sido a atriz de «Quarto» a ganhar o Óscar, as restantes nomeadas também não seguiriam a tendência das vencedoras dos últimos anos. Cate Blanchett escolheu um vestido azul claro da Armani Privé, Jennifer Lawrence optou por um preto com transparências da Dior Haute Couture, Charlotte Rampling preferiu um vestido preto e branco e Saoirse Ronan usou um modelo decotado verde-escuro da Calvin Klein.

Brie Larson quebra tradição

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.