Bali é um local de sonho e um dos melhores destinos para umas férias inesquecíveis. No
entanto, existem alguns riscos neste destino contra os quais se devem
acautelar.

Desde logo, em Bali, na Indonésia, não existe total confiança na água
canalizada, mesmo nas cidades. Nas zonas rurais e florestais o risco é
ainda maior, porque não há  nenhum tipo de tratamento da água de consumo.

Assim, recomendam-se as restrições alimentares comuns a muitas outras
regiões tropicais, que deve aplicar como prevenção em todos
os locais onde não saiba como foram preparados as bebidas e os alimentos.

À mesa

Nesta viagem, também é necessário algum cuidado com a gastronomia local. O seu tubo digestivo não está preparado para lidar com alguns alimentos e temperos locais e pode ter alguma reação, geralmente sob a forma de diarreia. Se quiser  experimentar a gastronomia de Bali (até porque nas zonas rurais onde vai estar pode não ter cozinha internacional) habitue-se gradualmente.

Durante os primeiros dias vá aumentando lentamente a quantidade e qualidade de alimentos novos, para não haver nenhuma resposta súbita do seu intestino. A sua  farmácia de viagem deverá ter medicamentos para o autotratamento de problemas digestivos.

Mosquitos

Nas zonas turísticas de Bali, sobretudo da costa, não existem riscos de malária, por isso não se recomenda o uso de medicamentos preventivos.

Nas zonas rurais e de selva do interior pode haver risco mínimo de transmissão, sobretudo em  estadas prologadas e com más condições de alojamento. É recomendável o uso de repelentes e de roupa protetora, até porque também existe o risco de dengue, uma doença muito comum por estas paragens.

O mosquito que transmite o dengue pica durante o dia e o que transmite a malária pica durante a noite. Consequentemente, a preocupação em utilizar estas medidas de proteção deve estar presente nas 24 horas do dia.

Natureza

Na prática do surf podem existir problemas traumáticos e feridas, sobretudo  pelocontacto com os corais. É recomendado ter um estojo de primeiros socorros. Quanto aos animais, existe raiva em Bali e tem havido vários casos declarados,  sobretudo em cães. Está em curso, neste momento, uma campanha de vacinação  em toda a ilha. Recomenda-se cuidado na proximidade de animais, sobretudo  cães, macacos ou felinos. Se for mordido por um animal, procure ajuda  rapidamente. Terá obrigatoriamente de fazer a vacina da raiva (várias doses) após a exposição.

Prevenção

Estes são os principais riscos deste destino, mas existem ainda os riscos  individuais dos viajantes (problemas de saúde, alergias, medicação) e da sua interação com o local da viagem - neste caso particular, as atividades que vão desenvolver em Bali. Esses riscos devem ser avaliados e prevenidos numa consulta com um especialista em medicina do viajante que, em conjunto convosco, deve estabelecer uma estratégia global de prevenção e reunir  elementos para uma farmácia de viagem.

Texto: Jorge Atouguia (especialista em medicina do viajante)

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.