A 13.ª edição do Millennium Festival ao Largo (MFaL) fica marcada pelo regresso ao Largo de São Carlos e pela nova cor da fachada do Teatro Nacional de São Carlos. Um enquadramento agora azul, que recupera o tom original, e que será também cenário para o espetáculo produzido pelos Estúdios Victor Córdon, a grande novidade desta edição.

Deste modo, a programação dos espetáculos deste ano é assinada por Elisabete Matos (Diretora Artística do Teatro Nacional de São Carlos), Sofia Campos (Diretora Artística da Companhia Nacional de Bailado) e por Rui Lopes Graça (Coordenador dos Estúdios Victor Córdon).

À semelhança do ano passado, haverá transmissão via streaming de espetáculos integrados na programação, através dos canais digitais do Festival e do patrocinador principal, Millennium bcp. O Lisbon Marriott é também o hotel oficial do 13º Festival ao Largo.

Todos os espetáculos do Festival ao Largo são apresentados por Jorge Rodrigues.

Millennium Festival ao Largo
Largo de São Carlos (e Sala Principal do TNSC nos dias 16 e 17)

Espetáculos nos dias 9, 10, 12, 13, 14, 15, 16, 17, 22, 23, 24, 27 e 28 de julho
Sempre às 21h

Programação: Elisabete Matos (TNSC), Sofia Campos (CNB) e Rui Lopes Graça (EVC)

Entrada Livre

MÚSICA

O Festival inicia-se com a Orquestra Sinfónica Portuguesa (OSP) num programa intitulado “Batidas do Destino”, que reúne obras de Manuel de Falla e Ludwig van Beethoven. O meio-soprano Cátia Moreso e a maestrina Joana Carneiro apresentam-se nos dias 9 e 10 de julho.

Na semana seguinte, também sexta-feira e sábado (dias 16 e 17), a OSP volta a subir ao palco, agora da sala principal do Teatro Nacional de São Carlos – é o único programa que não é apresentado no Largo, por razões de distanciamento entre os muitos artistas – acompanhada do Coro do Teatro Nacional de São Carlos (Coro TNSC), sob direção de Antonio Pirolli, para interpretarem um programa de música para cinema.

Nos dias 12, 13, 14 e 15 é a vez de quatro agrupamentos convidados, com propostas e estilos muito distintos: Ensemble Darcos, Orquestra Sinfónica do Conservatório Regional de Artes do Montijo (CRAM), ensemble liderado por António Saiote, e Lusitania V.

O Ensemble Darcos apresenta um ciclo de canções a partir de poemas de José Luís Peixoto, com voz de Maria João e direção musical e composição de Nuno Côrte-Real.

O CRAM, dirigido por Ceciliu Isfan, faz-se acompanhar do soprano Dora Rodrigues e do tenor Marco Alves dos Santos, para apresentar uma incursão da opereta austríaca à canção napolitana.

António Saiote (clarinete), Artur Caldeira (guitarra), Daniel Paredes (guitarra clássica) e Carlos Meireles (voz), convida-nos para uma noite de sentimentos musicais pautados pela tragédia e pela alegria, ao som de obras ibero-americanas, de onde se destaca Carlos Gardel.

O agrupamento Lusitania V (cordas e acordeão) parte do universo do fado, do fado canção e das guitarradas para as transportar para sonoridades e ambientes pouco percorridos.

DANÇA

Nos dias 22, 23 e 24, a Companhia Nacional de Bailado (CNB) reúne três espetáculos interpretados pelos seus bailarinos que integraram a temporada 2020-21: Shostakovitch Pas-de-Deux, coreografia de Yannick Boquin, O Canto do Cisne, coreografia de Clara Andermatt e In the Future, coreografia de Hans van Manen.

O Millennium Festival ao Largo 2021 encerra com o programa Território IV, produzido pelos Estúdios Victor Córdon, que apresenta excertos de Entity, coreografado por Wayne McGregor e uma nova criação do coreógrafo Shahar Binyamini (nome a anunciar).

O programa completa-se com a exibição de uma curta-metragem do realizador João Afonso Vaz. Este espetáculo acolhe e trabalha com 12 jovens bailarinos provenientes de escolas de dança de todo o país, cujo processo serve de plataforma para o início de carreiras.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.