Conseguir ver as estrelas e a lua nem sempre é uma possibilidade para quem mora em apartamentos sem varanda. A situação pode, ainda, complicar-se para quem vive em andares mais altos, onde pendurar-se na janela pode tornar-se perigoso. Foi a pensar nestas situações que Aldana Ferrer Garcia, designer argentina, desenvolveu a linha More Sky, composta por três modelos extensíveis em madeira e vidro que oferecem ao morador uma forma diferente de ver o céu.

A primeira é uma janela que simula uma espécie de cama na qual o morador se pode deitar e admirar, horizontalmente, o céu. A segunda, semelhante à primeira, diverge apenas no facto de não exigir ao morador que tire os pés do chão e se deite na estrutura, apenas pede que se debruce. Já o terceiro modelo é uma espécie de semi-cápsula, na qual a pessoa se pode sentar e observar a paisagem ao redor, acabando por criar um novo espaço na casa.

«O More Sky é um canto aconchegante que proporciona alívio visual, acesso à luz solar e ar fresco para pequenos apartamentos», defende a designer argentina residente em Brooklyn, em Nova Iorque, nos EUA, que escolheu este outono para apresentar publicamente o projeto, desenvolvido no âmbito da sua tese de fim de formação. Neste momento, as janelas extensíveis apenas existem em protótipo, não estando prevista a sua comercialização.

Texto: Eva Falcão

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.