A partir das 21h47, a página de Facebook da Porto Editora transmitirá a conversa entre os dois autores que, apesar de não ter o Parque Eduardo VII como pano de fundo, procurará evocar os bons momentos que por lá se viveram ao longo dos anos, reunindo autores, editores e leitores em torno dos livros.

"A falta que a Feira me faz" será o mote para Alberto S. Santos ("A arte de caçar destinos") e Richard Zimler ("O último cabalista de Lisboa") anteciparem aquilo que poderá acontecer de 27 de agosto a 13 de setembro neste evento que, todos os anos, é palco de inúmeros lançamentos e atividades de promoção e exaltação da leitura, ao longo de três semanas intensas em que os amantes da literatura ficam a par das novidades, trocam ideias e desenvolvem projetos.

Depois do adiamento, Feira do Livro de Lisboa tem regresso marcado para agosto
Depois do adiamento, Feira do Livro de Lisboa tem regresso marcado para agosto
Ver artigo

Enquanto põem a conversa em dia, Alberto S. Santos e Richard Zimler vão também responder a questões do público e até fazer sugestões culturais.

"Abre aspas" é o nome das tertúlias quinzenais entre autores, que visam a partilha de reflexões, dúvidas, opiniões e outros desabafos sobre temas de natureza variada.

Na primeira sessão, Ricardo Fonseca Mota e Rui Zink falaram sobre a influência das vivências na expressão escrita e a conversa pode ser revista no Facebook e no Youtube da Porto Editora.

A segunda sessão reuniu Ana Luísa Amaral e Valter Hugo Mãe, que procuraram responder à questão "De que serve o poema?".

O "abre aspas" continua a 19 de junho, com os autores participantes a serem anunciados em breve.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.