É saborosa, nutritiva e pode ser facilmente cultivada em vaso. A acelga, Beta vulgaris var. cicla na sua designação científica, é uma planta rústica bianual. Demora, por norma, 24 meses a completar o seu ciclo biológico. Da família das Quenopodiáceas, pertence à mesma espécie que a beterraba, mas difere deste produto hortícola por não produzir raiz comestível, uma vez que foi uma variedade selecionada pela morfologia das suas folhas.

A acelga já era consumida pelos romanos e era bastante comum estar presente nas sopas europeias na idade média. Esta hortaliça pode assumir uma grande variedade de cores, desde o amarelo, ao laranja, passando pelo cor de rosa. Muito versátil na cozinha, pode consumir-se crua em saladas, refogada, cozida, em sopas ou noutros pratos quentes, tal como o espinafre. Possui um elevado teor em vitaminas A e C e é rica em ferro.

As melhores condições para o cultivo da acelga

Apesar de semelhante ao espinafre, a acelga, ainda menosprezada por muitos portugueses nos dias que correm, é uma cultura que se adapta bem a qualquer tipo de solo. No entanto, prefere solos de textura média, ricos em matéria orgânica e com pH neutro ou ligeiramente alcalino. É uma cultura de estação fresca, pouco exigente em intensidade luminosa, com alguma tolerância ao calor numa fase de desenvolvimento inicial.

Leve a acelga para a sua horta e, depois, para a sua mesa

No entanto, quando as folhas já estão bem desenvolvidas, têm alguma sensibilidade, o que obriga a uma monitorização atenta. As mudanças bruscas de temperaturas, por exemplo, são-lhe prejudiciais e, quando são muito extremas, induzem mesmo o seu espigamento, que é desaconselhado. A temperatura ótima para o desenvolvimento da planta, na opinião dos hortelãos profissionais, situa-se, por norma, entre os 15º C e os 25 °C.

As técnicas de sementeira e/ou plantação aconselhadas

A sementeira da acelga, que pelas suas propriedades muitos nutricionistas recomendam para sopas, deve ser feita na primavera ou início do verão, para colheitas no outono. Também a pode fazer no verão, para as colher na primavera seguinte. Antes de semear, deve demolhar as sementes em água fria durante um a dois dias e semeá-las, depois, a uma profundidade média de 2,5 centímetros, num compasso de 30 x 45 centímetros.

A temperatura ótima para a germinação é de 18º C a 22 °C e a emergência ocorre, habitualmente, ao fim de sete a dez dias. A plantação pode ser feita em meados de abril, ou quando a planta atingir os oito centímetros de altura, utilizando o mesmo compasso de 30 x 45 centímetros. As consociações consideradas favoráveis são as feitas com feijão-verde, alho, cenoura e couve-rábano. As desfavoráveis apontam o alho-francês.

Leve a acelga para a sua horta e, depois, para a sua mesa

Uma vez que esta é uma planta com grande massa foliar, é exigente em humidade e este teor deve ser mantido constante, sob pena de vir a prejudicar o seu desenvolvimento na fase de cultura. O empalhamento pode ajudar na retenção de humidade no solo e no controlo de infestantes. Esta não é, todavia, uma cultura muito exigente em composto. Pode ser aplicado composto curtido ou composto fresco da cultura anterior para a cultivar.

Como se processa a colheita e a conservação deste vegetal

A acelga está, por norma, pronta a colher cerca de 50 a 60 dias após a sementeira. Para consumo, podem ser colhidas as folhas ou a planta inteira. Recomenda-se que as folhas sejam cortadas com uma faca bem afiada, começando pelas folhas exteriores, que devem ser separadas pela base, evitando danificar o resto da planta para que desenvolvam depois novas folhas. A colheita pode ser feita de forma escalonada durante dois a três meses.

Após a colheita, as folhas desta hortaliça podem ser conservadas no frigorífico, sem qualquer problema, durante um prazo de três a cinco dias. Se a quiser congelar, deve primeiro mergulhar as folhas em água a ferver e, de seguida, em água com gelo e, por fim, guardá-las num recipiente hermeticamente fechado no congelador. Poderá, depois, utilizá-las para confecionar sopas e cremes de legumes ou para saltear em azeite e alho.

Leve a acelga para a sua horta e, depois, para a sua mesa

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.