É um eletrodoméstico imprescindível, sobretudo em casas onde vivem famílias grandes, mas, para fazer uma escolha acertada, deverá conhecer as características que cada modelo pode oferecer. Antes de escolher a sua próxima máquina de lavar, entre outros fatores, determine a quantidade de roupa que em média precisa de lavar semanalmente, a frequência e o espaço de que dispõe para secar.

Estes são os seis pormenores que deve ter em atenção aquando da sua próxima compra:

1. Programas especiais

Cada modelo pode ter vários programas especiais. Escolha uma que tenha um de meia carga, que reduz o consumo de água e de energia, no caso de querer lavar pouca roupa. Opte também por uma que faça a identificação da carga, com um mecanismo que identifica a quantidade e o tipo de roupa, adequando a quantidade de água e consumindo menos energia. Não se esqueça também de verificar se tem temporizador, para poder programar a hora de início da lavagem.

2. Consumo

É determinado por um conjunto de características, como é o caso da eficiência da lavagem, da centrifugação e do consumo de água e de energia. Traduz-se numa classificação entre A (o nível de eficiência mais elevado, muito económico) e G (o nível de eficiência mais limitado, muito pouco económico).

3. Capacidade de lavagem

A maioria das máquinas permite lavar entre cinco a seis quilos de roupa, existindo, no entanto, modelos que podem lavar até 10 quilos ou mais. Tenha esse fator em conta quando andar a ver máquinas de lavar.

4. Ruído

Uma lavagem abaixo dos 52 decibéis indica uma máquina bastante silenciosa. Entre 52 e 55 decibéis é considerada silenciosa e, a partir de 56 decibéis, significa uma máquina ruidosa. Este é mais um pormenor que deve verificar antes de fechar o negócio.

5. Eficácia de centrifugação

Esta é avaliada pelas rotações por minuto (rpm). Os modelos actuais apresentam valores entre as 400 e as 1200 rpm, sendo os valores intermédios (650 a 1000 rpm) bastante satisfatórios.

6. Tipo de cuba

Existem vários tipos de cuba, consoante o material com que são feitas. O esmalte é o tradicional e o mais económico, mas é também o mais sujeito a calcário. A fibra é leve e, por isso, menos desgastante para a máquina, mas é mais frágil. O inox, por seu lado, é o material mais resistente aos detergentes e à temperatura. As misturas de fibra e inox são as mais vantajosas, porque são leves e resistentes.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.