Ninguém fica indiferente perante a vistosa beleza das incontáveis flores alaranjadas que cobrem pérgulas, muros e telhados um pouco por toda a ilha da Madeira na reta final do ano. A palavra Pyrostegia resulta da junção de dois vocábulos gregos que, juntos, significam telhado de fogo, numa alusão clara à tonalidade forte da cor da densa floração. O termo específico venusta significa encantador. De nome científico Pyrostegia venusta, muitos populares conhecem-nas como gaitinhas.

Flores trepadeiras da família das Bignoniaceae, estas plantas têm a sua origem no Brasil, na Bolívia, no Paraguai e ainda no norte da Argentina, onde também continuam a ser bastante comuns. Anualmente, entre o início de novembro e o final de março, as gaitinhas marcam a paisagem do Funchal e toda a orla sul da ilha da Madeira, para gáudio dos habitantes locais e dos milhares de turistas que a visitam, muitos deles por causa da reputação da sua fauna e da sua flora.

As flores

Na Madeira, as suas flores são conhecidas por gaitinhas, designação bem diferente dos nomes populares brasileiros. No grande país da América do Sul, chamam-lhe flor-de-são-joão ou cipó-de-são-joão, porque floresce em junho e é muito utilizada em todo o país nas ornamentações das festas de São João.

As flores das gaitinhas são hermafroditas e têm quatro pétalas. Formações que formam um tubo, envolvido na base por um cálice compacto. Antes de as flores abrirem, as pétalas formam uma espécie de bola. Depois, enrolam-se para fora, com o objetivo de atrair os polinizadores.

Os frutos

Embora floresçam abundantemente, estas trepadeiras não frutificam na Madeira, porque aqui não há beija-flores para fazer a polinização. Sem frutos não há sementes e, por isso, na Madeira a multiplicação apenas é feita por enraizamento de estacas semilenhosas.

As condições de cultivo

Natural da América do Sul, esta trepadeira semilenhosa de folhas persistentes é pouco exigente quanto à composição dos solos, preferindo no entanto solos férteis e bem drenados. Gosta de viver bem exposta ao sol, não suporta geadas, mas escolhe os dias mais curtos e com temperaturas mais frescas para florir.

Texto: Raimundo Quintal

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.