Além da poda e transplante, esta é uma excelente época para fazer o que não temos tempo no resto do ano. Plantar espécies que brilhem no inverno, apostar em plantas de interior, limpar ou conduzir plantas de folha caduca e começar a fazer compostagem são algumas das tarefas a empreender. Mas não são as únicas! Estas são as tarefas essenciais a empreender até ao fim do inverno:

1. Investir em plantas que brilham no inverno

Plantar arbustos com floração de inverno ajuda a que o seu jardim esteja bonito também nesta época. Plantas com floração invernal, como as camélias (Camelia sp), folhados (Viburnum tinus) ou azálea, plantas com folhagem encarnada, como a nandina (Nandina domestica) ou a fotínia (Photinia x fraseri) ou ainda plantas com bagas como o azevinho (Ilex aquifolium), a cotoneáster, a Piracantha ou o medronheiro (Arbutus unedo).

2. Transplantar as roseiras

Esta é uma boa altura do ano para analisar o estado das suas roseiras, que, para se desenvolverem em condições, precisam de pelo menos seis horas de sol direto por dia. Se não é esse o caso, talvez seja boa ideia transplantá-las. Para saber como deve proceder, clique aqui.

3. Plante mais bolbos

Se ainda não o fez, plante bolbos para floração no final da primavera. Sugerimos jarros (Zanthedeschia aetiopica), gladíolos (Gladiolus sp) e trevos-de-quatro-folhas (Oxalis purpurea), só para citar algumas variedades botâmicas. Se já plantou, plante mais túlipas, gladíolos ou anémonas!

É das formas mais baratas que temos para ter cor, aroma e flores no jardim. Para acelerar a floração, coloque-os emtre quatro a oito semanas no congelador (resulta muito bem com os bolbos das túlipas), pois os bolbos necessitam de frio para quebrar a dormência e germinar.

4. Plante flores da estação em cestos suspensos, vasos e floreiras

Muitas vezes, basta um apontamento de uma planta de época para o jardim, varanda ou terraço ficar mais bonito, alegre e com um aspeto cuidado. Se não quer ter muito trabalho nem gastar muito dinheiro a plantar nos canteiros, escolha meia dúzia de vasos e/ou cestos suspensos e plante ciclâmenes (Cyclamen persicum), urzes (Calluna vulgaris), crisântemos (Chrisanthemum sp), prímulas e amores-perfeitos (Viola tricolor).

5. Plante coníferas

São plantas que nos lembram o inverno, que gostam do inverno e que são excelentes para determinadas zonas do jardim, por exemplo taludes. Aposte nos juníperos (Juniperus squamata, Juniperus x media old gold) ou no pinheiro-anão (Pinus mugo). Estão bonitos todo o ano são resistentes e têm muito pouca manutenção, pois necessitam de pouca rega nos meses quentes e fazem uma excelente cobertura do solo, evitando o crescimento de infestantes.

6. Coloque uma árvore em casa

Não ter jardim, varanda ou terraço não é desculpa para não ter plantas. Escolha uma pequena árvore para ter na sala. Se não tem sol direto, opte por um Ficus benjamina, kensia ou areca. Basta ter um vaso grande, com 0,4 metros altura e 0,5 metros de diâmetro, fazer uma boa drenagem e colocar um substrato para hortícolas. Tem de fertilizar com húmus de minhoca a cada seis meses. Rode o vaso para que a luz não incida só num lado.

Veja na página seguinte: Os cuidados que deve ter com as regas e com as podas

7. Tenha atenção à rega

Embora no inverno normalmente não se dê atenção à rega, convém perceber se, ao fim de muitos dias sem chover, as plantas não precisam se ser regadas, principalmente no caso de árvores e arbustos plantados recentemente ou de hortícolas ou flores de época, que precisam sempre de rega para se desenvolverem. Esta é uma boa altura para fazer uma revisão do seu sistema de rega.

8. Inspecione e pode as árvores de folha caduca

Nesta época, as árvores estão despidas de folhas. É a altura certa para perceber melhor o seu estado fitossanitário, se há ramos secos, partidos, doentes, cruzados ou em risco de queda. Depois desta observação, se necessário, deve proceder à poda e aos tratamentos fitossanitários necessários.

9. Aproveite as folhas para compostagem

Numa altura em que as folhas caem constantemente das árvores e dos arbustos, e em que é a época das podas, está na hora de começar apensar em fazer compostagem, se ainda não o faz. Recicla a matéria orgânica e poupa dinheiro em fertilizantes e em substratos.

10. Pode as gramíneas

Plantas como os Pennisetum, as Festuca e as gramíneas ornamentais são muito utilizadas em geral como cobertura do solo, pois são muito resistentes à secura e ao vento, têm muito pouca manutenção e ficam muito bem em grandes maciços. Para as renovar, convém fazer-lhes uma poda no final do outono. Se for necessário, pode ainda levantar as plantas e proceder à divisão por tufos.

11. Pode as plantas variegadas

O segredo para que as plantas que são variegadas (manchadas de amarelo ou branco) não fiquem totalmente verdes é podá-las e esta é a época certa para fazê-lo. Este tipo de plantas resulta muito bem num jardim onde se quer ter cor sem ter muitas flores.

As manchas amarelas ou brancas das folhas dão o elemento de cor que é necessário. Atenção que, às vezes, a tendência destas plantas é ficarem totalmente verdes se estiverem muitas horas à sombra; quanto mais as podar, mais fomenta o aparecimento de folhas variegadas.

12. Introduza plantas suculentas no seu jardim

Este tipo de planta é sempre uma mais-valia. São muito resistentes à secura, pouco exigentes em substrato (desde que esteja bem drenado), há muitas espécies e variedades de plantas suculentas com floração de inverno. As suas folhas carnudas têm muitas tonalidades de verde, cinzento ou branco, que trazem cor e luz ao jardim.

Há plantas suculentas para todos os gostos, de todos os tamanhos e para todo o tipo de zonas, desde canteiros, taludes, vasos, floreiras ou cestos suspensos. Das Crassula e Echeveria aos Sedum ou Graptopetalum, escolha as que mais gostar. Pode plantá-las isoladas, mas como ficam melhor é agrupadas, em grupos de plantas iguais ou diferentes. Se forem plantadas bastante juntas, não têm quase manutenção.

Texto: Teresa Chambel (arquiteta paisagista)

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.