A melhor forma de transplantar roseiras

Os meses de maior frio são uma boa altura para empreender esta tarefa. Saiba quais são os cuidados a ter para não prejudicar o desenvolvimento destas flores.

O período de inverno, tempo de chuva e de frio mas também de um sol mais tímido, é uma boa altura do ano para analisar o estado das suas roseiras, que, para se desenvolverem em condições, precisam de pelo menos seis horas de sol direto por dia. Se não é esse o caso, talvez seja boa ideia transplantá-las. Estes são os passos a seguir para o conseguir fazer da melhor maneira:

- Pode as rosas, para que fiquem, pelo menos, a um terço do seu tamanho, para reduzir o stresse radicular.

- Prepare, de seguida, o local de plantação definitivo. Faça uma boa cova de plantação. Disponha no fundo da cova húmus de minhoca ou substrato para roseiras.

- Coloque a roseira à mesma altura que estava no outro local e cubra-a com a terra que retirou da cova.

- Regue-a abundantemente de seguida. Simples, não?

artigo do parceiro:

Comentários