Nascidos entre 23 de setembro e 22 de outubro

Governados por Vénus

Elemento: Ar

Costumo chamá-los de grandes diplomatas do Zodíaco.

Os nativos de Balança são extremamente gentis, doces, agradáveis, suaves. São puro amor e têm um enorme sentido de justiça.

São dotados de um enorme poder de argumentação, e para exercitá-lo adoram colocar-se sempre do outro lado das questões.

Adoram congregar e reunir amigos, para eles o ideal é tê-los sempre à sua volta. Mas não podemos esquecer que apesar de adorarem as pessoas, para eles cinco pessoas juntas já é uma multidão a que não acham muita graça.

No entanto, não podemos esquecer que a Balança que os simboliza é das antigas – de pratos. Assim, se num lado estão todas estas características, no outro estão outras características dos librianos que podem ser: aborrecidos, brigões, obstinados, agitados, deprimidos e confusos. Os nativos de balança oscilam entre estes dois lados, mas assim como na balança, o objectivo será encontrar o equilíbrio entre os dois pratos.

São extremamente conciliadores, mas gostam de uma boa discussão, mais do que isso um questionamento.

O nativo de Balança vive em busca da harmonia e como é dotado de um elevado senso estético, tem uma sensibilidade extrema para ver e apreciar o belo. Para eles tudo tem que ser harmonioso e a harmonia passa pelo sentido do belo.
Podemos dizer que muitas vezes têm alma de artistas – embora com mais capacidades para serem executantes do que compositores.

Os nativos de Balança também têm uma característica engraçada… é a de passarem por fases de uma enorme actividade, em que são capazes de trabalhar 24 horas por dia, para de seguida passarem um tempo quase que a hibernar como os ursos, sem mexer um dedo, no máximo envolvido com livros e revistas. Mas uma vez que entre outra vez em actividade, haja fôlego para acompanhá-lo. Na verdade, eles quase que precisam fisicamente dessa alternância entre a actividade extrema e o descanso extremo.

Há uma grande alternância nas emoções do libriano. Emoções sempre ricas, sejam elas positivas ou negativas. Aliás, eles têm uma forma filosófica de abordar as suas emoções.

O homem de Balança é acima de tudo um sentimental que não consegue resistir ao fascínio que exerce. Gosta do amor pelo que o amor provoca em si: a possibilidade de voar, de sonhar, de conversar com a Lua, enfim, de exercitar o seu romantismo. Adoram mulheres misteriosas e até inacessíveis.

A mulher de Balança é muito romântica, acredita muito na felicidade a dois e é daquelas que tudo fará para que a sua relação dê certo. Mas é daquelas que precisa que o parceiro continuamente mostre que ela continua a ser a rainha do seu coração. Se um dia percebe que não é assim, pode facilmente mudar de amor. Mas não será de guardar muitos rancores, é mais de se agarrar às partes positivas da relação e partir para outra.

Enfim, ela tem uma enorme necessidade de agradar, é uma sedutora nata que gosta mesmo é de encantar. Mas quem é que não gosta?

Heloísa Miranda

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.