A próxima lua nova será no grau 1 de Gémeos, no Domingo 20 de Maio às 23:48. A lua nova de Gémeos coincide também com um eclipse anelar do sol.

Cada lua nova dá-nos a oportunidade de nos alinharmos com a energia que está a ser libertada. É o início de um novo ciclo e, portanto, uma excelente oportunidade de estabelecermos objectivos de acordo com o que o Céu propõe. Na lua nova, a lua é impregnada pela energia vital solar, por isso, termos consciência do que está a ser proposto pode ser uma mais valia extraordinária.

Esta lua nova coincide com um eclipse anelar do Sol, ou seja, a Lua, que fica entre a Terra e o Sol, não oculta completamente o Sol o que faz com que fique visível uma espécie de anel de fogo à volta da Lua. Embora o eclipse não seja visível em Portugal e por isso a sua acção seja mais efectiva nas partes do globo onde vai ser visível, o seu simbolismo, ao nível do processo pessoal de cada um de nós mantem-se. Num eclipse solar, deixamos de ver o Sol por alguns momentos, ele é eclipsado pela Lua e, simbolicamente, é como se não nos pudesse guiar, como se por uns momentos a luz nos fugisse. A Lua representa o passado e por isso, é um bom momento para revermos o que temos de deixar para trás, o que não nos faz mais falta e está a servir de entrave para prosseguirmos no Caminho. É um bom momento para contactar com medos escondidos, bloqueios, padrões que nos limitam.

Veja na próxima página a continuação do artigo

Muitas vezes, um eclipse é um momento difícil e, a sua influência, dependendo do que “eclipsa” no nosso mapa, pode fazer-se sentir por vários meses (depende da duração real do eclipse).

É uma oportunidade para consciencializarmos que, embora não tenhamos o Sol, a luz para nos guiar, temos e teremos sempre um Sol, uma luz interna com a qual podemos entrar em contacto. Um eclipse solar estimula-nos a emanar a nossa própria Luz, aquela que está sempre disponível no nosso interior. Sendo em Gémeos, é também uma oportunidade de encontrarmos o conhecimento dentro de nós mesmos e de começarmos a seleccionar a informação que realmente interessa, informação pragmática e profunda, assente em valores que se adeqúem à realidade presente e às necessidades básicas da vida, no presente, no aqui e agora (Mercúrio em conjunção a Júpiter em Touro). Informação que seja produtiva e nos guie no sentido do nosso crescimento e desenvolvimento.

Assim, no estabelecimento de objectivos da lua nova de Gémeos, devemos ter em conta todos estes factores.

Na lua nova de Gémeos podemos estabelecer objectivos de acordo com o simbolismo de Gémeos e de acordo com a casa (experiência) que abre com Gémeos no nosso mapa, ou seja, com a parte de nós ou a área de vida onde experienciamos dualidade, onde precisamos de variedade e estímulo mental. Onde precisamos estimular a curiosidade que nos leva à contínua colocação de perguntas e a disponibilidade e versatilidade que nos guiam no sentido da comunicação, no sentido de estabelecimento de relações com outras pessoas ou ideias.

Veja na próxima página a continuação do artigo

Coincidindo a lua nova de Gémeos com um eclipse do Sol, estando o eclipse em quadratura com Neptuno e estando neste momento o planeta Vénus (regente esotérico de Gémeos) retrógado em Gémeos, será uma excelente altura para começarmos a usar a comunicação com um sentido de serviço. Uma boa altura para passarmos para a Inteligência do Coração.

Como de costume, deixo-vos o símbolo sabeu para esta lua nova, o grau 1 de Gémeos. Muito elucidativo para a compreensão deste eclipse.

“Um barco de casco transparente revela maravilhas submarinas.

Ideia Básica: A revelação de energias inconscientes e de estruturas psíquicas submersas.
Na segurança relativa de um “barco”, um indivíduo particular aprende a ter consciência dos conteúdos até então ocultos do Inconsciente Colectivo do homem – desde que esse barco (isto é, seu ego, que o distingue da psique colectiva planetária da humanidade) tenha um casco transparente. A mente consciente deve ter-se tornado, pelo menos em parte, translúcida. Essa transparência não é uma directa. A janela da mente permanece fechada, mas, através dela, o indivíduo pode perceber o exterior – “exterior” significa,aqui, as camadas profundas da psique, que se encontram a baixo do nível normal de consciência.
Neste primeiro estágio do processo de “descoberta”, podemos falar, tão-somente, de visão, e não de identificação. Trata-se de um sentimento de admiração: “Eu não sabia que isso podia existir! Que beleza!” ou “Que excitante!” Uma nova dimensão da realidade é captada por aquele que busca com mais afinco.”

In Uma Mandala Astrológica – Dane Rudhyar

Vera Braz Mendes

Astróloga, coach, Master practitioner em PNL
Apoio Individual

Email: verabrazmendes@gmail.com

Tel: 91 982 24 60

verabrazmendescreateyourlife.blogspot.pt

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.