Poesia dos Céus: Lua nova em Sagitário a 13 de dezembro de 2023.

Sagitário é a luz que se intuí, a chama que se reverencia no altar, a visão que ilumina o caminho, e alimenta a busca… pela verdade, pelo sentido, pela lei. Dedico este texto a 3 dos meus sagitarianos mais amados: a minha mãe Wanda, o meu pai José e a querida Maria Flávia de Monsaraz.

No trabalho de Hércules, a alma, em Sagitário, ele teve que se libertar da ilusão da mente inferior e conectar-se com a mente superior para se libertar. Para, dessa forma, vislumbrar o verdadeiro sentido da sua. Pois sem visão, inspiração, não há sentido.
Em Sagitário, propõe-se essa conexão com a mente universal, ou mente divina se quiserem.

Mercúrio, o Deus alado psicopompo, que faz as pontes entre o humano e o divino, retrograda dia 14 de dezembro, para voltar a Sagitário… e fazer quadraturas a Neptuno: grande chamamento à conexão com a mente superior, universal.

Atenção, que alguns pensam que os médiuns, os videntes, clarividentes, etc (que respeito naturalmente), são de elevado calibre espiritual. Pois… não é verdade. Não é por se “falar facilmente com espíritos” ou ter visões espontâneas, ou incorporar entidades, que se é mais elevado espiritualmente.

Às vezes, pode até ser o oposto. A elevação espiritual não é possessão, e a intuição/mente superior, não nos rouba a consciência, a identidade, ou a liberdade. Pelo contrário, só as amplia.
E esta quadratura de Neptuno a Mercúrio e à lunação sagitariana na sua sombra predispõe a ilusões de todo o tipo, na esfera espiritual, religiosa, da fé e das crenças.

Cuidado, pois, com os fascínios…. Claro está que nas arenas públicas, as mentiras e as meias verdades vão esgrimir-se como espadas afiadas, num redemoinho de névoa e pretensas virtudes, a que importa estar atento.
Enquanto que o eixo de Gémeos-Sagitário ensina que “não basta saber, há que acreditar”, o regente esotérico (ao nível da alma) deste signo é a Terra, porque, “não basta acreditar, há que trazer a verdade à Terra”. Difícil tarefa que os mestres, místicos, esotéricos, escolas de mistérios, procuram fazer desde os primórdios dos tempos.

Tempo para sonhar, reforçar a sua fé, em si, no seu projeto de vida, no seu sentido e propósito.
Sonhar em Sagitário, é planear viajar – por sinal, ainda há vagas para a viagem a Avalon, vem connosco?
É planificar novos cursos, formações, aquisições de conhecimento sabedoria.
O regente, Júpiter, está em Terra, pedindo que sonhe, mas com os pés no chão, ciente dos recursos; com fé, esperança, inspiração, planeie no sentido do que lhe traz mais fogo: a vida tem que ter essa lenha invisível ateada dentro.

Marte conjunto à Lua Nova fornece energia, mas não seja apressado; com Mercúrio retrógrado, só depois de 3 de janeiro, começará a ver o quadro com mais clareza; a ter os dados todos de que necessita para avançar com mais tração.
É a última Lua Nova de 2023, o ano (civil) está a acabar, deixando aqui, uma ponte com o solstício dia 21 de dezembro, dia do início do nascimento da luz, que o cristianismo celebra a 25.

Onde temos Vénus (em trânsito) em Escorpião no nosso mapa natal, precisamos ver como é que ela pode servir, com a sua transformação, os planetas que ela rege em Touro: Júpiter e Úrano.
Da parte sagitariana do nosso mapa, pode ser necessária alguma ação mais ou menos urgente da nossa parte, para ajudar Neptuno e Saturno em Peixes, a melhorar essa área da nossa vida.

Saturno em Peixes vai até 2025/26, levar-nos a estruturar, organizar, reforçar fundações nessa mesma área do nosso mapa.
A Lunação apoia Quíron e o Nodo Norte, que é onde somos chamados a evoluir, a crescer.
Marte em Sagitário em trígono ao Quíron, quer apoiar a cura de feridas antigas, sobretudo indicadas na parte do mapa onde temos Carneiro.

Marte, energético, ajuda a proteger as nossas fronteiras, a afirmar a nossa verdade, a canalizar adequadamente raivas antigas.
É uma lunação com um grande potencial de cura: aproveite. E vai trazer oportunidades, que é importante que agarremos, que trabalhemos, na área onde temos Sagitário, que vão apoiar a casa onde temos Carneiro (onde transita o nodo norte).
Com espírito de aventura, visão, inspiração, coragem. E apesar dos atrasos do Mercúrio retrógrado (que podem exasperar) e que nos vai mostrar onde há um “ponto cego” como aquele nos espelhos retrovisores, e vai trazer informações que, com a quadratura a Neptuno podem trazer alguma deceção.

Mas Mercúrio pede revisão dos objetivos, mais tempo para maior clareza e estabilização dos planos e também faz trígono ao regente da lunação, pelo que boas notícias também virão. Que apoiarão novos começos onde temos Touro no mapa natal.

É a grande reflexão que nos conduz ao fim do ano civil. Assegure-se de que é responsável pelos detalhes dos seus projetos, e modo de ação, alinhados com o seu sentir, autonomia, identidade.
E prepare-se para eventuais surpresas, pois a vida também tem planos para nós.
Siga o compasso do seu coração com a candeia sagitariana a alumiar o Caminho!

Feliz Lua nova,
Vera Faria Leal

Astrology&Conscious Feminine by Vera Leal
Consultas: 965303341
https://www.facebook.com/VeraFariaLealInternational
Instagram: vera_faria_leal

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.