Segundo o Instituto Nacional de Estatística (INE), “a variação homóloga das rendas de habitação por metro quadrado foi 3,3% em dezembro de 2022 (3,2% no mês anterior)”, sendo que “todas as regiões apresentaram variações homólogas positivas das rendas de habitação”, com Lisboa e os Açores a registarem “o aumento mais intenso”, de 3,6%.

Quanto ao valor médio das rendas de habitação por metro quadrado, registou uma subida mensal de 0,2%, taxa inferior em 0,1 pontos percentuais à do mês anterior.

A região com a variação mensal positiva mais elevada foi a Madeira, com uma taxa de 0,4%, não se tendo observado qualquer região com variação negativa no respetivo valor médio das rendas de habitação.

No conjunto do ano 2022, a variação média anual do valor das rendas de habitação por metro quadrado de área útil fixou-se em 2,7% (1,8% em 2021).

A região com a variação média mais elevada foi a de Lisboa (2,9%), tendo todas as restantes regiões apresentado variações positivas.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.