Estudo levado a cabo pela Sociedade Portuguesa de Pneumologia envolve 5.324 fumadores e ex-fumadores em Portugal Continental e tem como objectivo avaliar a prevalência dos sintomas respiratórios, nomeadamente da Doença Pulmonar Obstrutiva Crónica (DPOC).

Este estudo,“Prevalência de obstrução numa população exposta ao fumo do tabaco – Projecto PNEUMOBIL”, incide sobre fumadores e ex-fumadores com idade igual ou superior aos 40 anos e procura sensibilizar para a importância do diagnóstico precoce da DPOC através de espirometria.

Parte dos indivíduos foi entrevistada em empresas privadas e outra parte junto de hospitais públicos e centros de saúde. Os principais resultados mostram que:

1 - 28,7% dos homens e 29,1% das mulheres no grupo público, tossem habitualmente comparativamente a 19,1% dos homens e das mulheres do grupo privado;

2 - 31,3% dos homens e 32,2% das mulheres no grupo público têm queixas regulares de expectoração e manifestavam dispneia (falta de ar), 25 a 40% dos indivíduos estudados;

3 - Muitos dos inquiridos, sobretudo no grupo público, não tinham qualquer acompanhamento médico e nunca tinham realizado uma espirometria, apesar de todos eles serem fumadores ou ex-fumadores e da sua idade aconselhar a realização deste exame;

4 - 25% dos inquiridos apresentaram prevalência de obstrução brônquica, apesar de 95% deste grupo desconhecer esse facto;

5 - Cerca de 50% dos indivíduos rastreados ainda mantêm hábitos tabágicos, quer do sexo masculino ou feminino.

17 de Novembro de 2009

Veja ainda:

I Congresso de Prevenção e Tratamento de Tabagismo

Perceba o que o seu médico lhe diz

Cardiologia preventiva

Energética sem café

Beyoncé eleita mulher do ano

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.