Ano novo, vida nova e… resoluções antigas! O último dia do ano e os primeiros do novo ano são dias propícios a fazer reflexões sobre como foi o ano anterior, ponderar sobre o que devemos mudar e onde podemos melhorar no ano que está a começar. A chegada de um novo ano traz sempre consigo uma grande expectativa e também pressa em mudar, mas muitas vezes criam-se metas surreais, que acabam por ser facilmente colocadas de parte, porque ignoramos o tempo e recursos necessários para a sua execução.

Conheça as 10 resoluções de ano novo mais comuns e o que deve fazer para conseguir atingir estas metas de forma real.

1. Perder peso/ir ao ginásio

Esta é, sem dúvida, uma das resoluções de ano novo mais populares e também a maior promessa não mantida por muitos. Esta é uma promessa que normalmente só dura 2 a 3 meses e depois é posta de lado. Quer perder peso ou ser ativa fisicamente e já começa o ano a exagerar na alimentação e a ser preguiçoso? Tenha em mente que emagrecer e principalmente manter um estilo de vida regrado e saudável exige paciência e persistência. Se para além de perder peso, também quer ganhar  em saúde e bem-estar deve consultar um nutricionista e fazer um check-up à sua saúde, para perceber se está efetivamente acima do peso, se isso se deve a alguma questão de saúde e quais os alimentos que deve introduzir ou pôr de lado na sua dieta. Um PT também pode ser uma boa ajuda no caso de começar a fazer mais exercício físico, pois irá puxar por si e criar um compromisso.

2. Deixar de fumar

Quantas vezes já não ouviu esta promessa? Para a maioria dos fumadores, deixar de fumar é simultaneamente um desejo mas também uma grande dificuldade. Por isso mesmo não deve tomar esta decisão levianamente.  Faça um plano sobre qual é a melhor forma de deixar o tabaco, respeitando sempre as suas próprias limitações. Por vezes é mais fácil de forma radical, outras de forma gradual.  Também pode ser recorrer a tratamentos, que devem ser realizados com acompanhamento médico.

Leia mais sobre:

Ikigai é a nova tendência a seguir

3. Mudar de trabalho

Se o grande objetivo para o novo ano é conseguir um novo trabalho ou então mudar de empresa ou de área, pense em todo o processo de forma antecipada: prepare um bom currículo, pesquise sobre a empresa na qual deseja trabalhar, invista na sua imagem e marketing pessoal. Este é o processo chave para ser bem sucedido. Se está insatisfeito com o seu trabalho tome uma decisão e trabalhe para isso.

Aproveite e saiba:

Estes são os empregos com mais qualidade de vida

4. Poupar mais

Este é outro clichê de ano novo. Quem nunca pensou no início de um novo ano que este vai ser o ano para poupar para umacasa, um carro, para viajar, ou apenas para ter um fundo de maneio. No entanto, todos os meses surge alguma coisa e este plano acaba por ir por água abaixo. Para garantir a sua estabilidade e sucesso financeiro, comece por analisar quais os gastos que são realmente necessários e elimine os supérfluos. O importante é não desistir e exercitar o controle financeiro mês após mês, só assim é que alcançará a organização desejada.

5. Ler mais

"Este ano vou ler 12 livros: 1 por mês!". Onde é que já leu isto? Muito provavelmente nas suas resoluções de ano novo... Esta atividade, que exige paz e tranquilidade, é outra resolução com uma alta taxa de abandono. Seja para fins profissionais ou por “hobby”, para manter-se fiel a uma leitura é preciso ter tempo de qualidade, um local bem iluminado e, preferencialmente, silencioso. E já agora: escolha bem os livros. Porque o maior fator de motivação é a qualidade do mesmo e claro, o seu nível de interesse.

6. Aprender uma coisa nova

Tocar um instrumento musical, aprender um novo idioma ou a cozinhar são apenas algumas das muitas coisas que as pessoas costumam definir enquanto resolução para o novo ano. Tenha em mente que aprender uma coisa nova é muito bom, mas que também pode trazer as suas dificuldades e levar a uma rápida desistência. Como contornar esta situação? Se tiver um amigo que partilha os mesmos objetivos, junte-se a ele e assim um estimulará o outro frente aos desafios e ao desânimo que podem surgir durante o processo de aprendizagem.

Veja também:

Desafio: conciliar a vida profissional e a pessoal

7. Passar tempo de qualidade coma família

Muitas famílias chegam ao final do ano e pensam que efetivamente não passaram tanto tempo de qualidade uns com os outros como gostariam. Caso esse seja o seu desejo para o novo ano, comprometa-se a eliminar atividades extras, a não trabalhar até mais tarde nem que seja por um dia na semana ou programe sair com a família pelo menos uma vez por mês. São pequenas atitudes que lhe podem deixar mais perto de quem ama e melhorar exponencialmente os laços afetivos entre todos.

Saiba também:

Como incentivar os seus filhos a serem mais saudáveis?

8. Viajar mais

Viajar e conhecer o mundo é outras das resoluções de ano novo mais típicas, mas depois o tempo acaba por passar e acaba por ficar sempre em casa. Sente que isto acontece consigo? Viajar pode ser um rombo na carteira, mas é sem dúvida um enriquecer de alma. Para que possa viajar mais vezes e enriquecer a sua, nada como ter em conta alguns aspetos que lhe permitem poupar e, acima de tudo, conhecer outras realidades que provavelmente não se iria deparar.

9. Fazer voluntariado

Altruísmo, além de ser uma atitude nobre, é bem raro nos dias atuais, porém, existem muitas pessoas que sentem prazer e realização em ajudar o próximo. Para que esta resolução seja concretizada, comece por decidir de que forma quer ajudar: através do ensino, voluntariado, cuidando de idosos, desenvolvendo projetos sociais numa ONG ou, quem sabe, criar a sua própria associação de apoio social. Depois de definida a sua meta, faça um plano com o tempo que poderá contribuir para a sua causa. Mesmo que não se torne voluntário numa instituição, existem muitas formas de ajudar alguém todos os dias.

10. Vou estar mais atento à minha saúde

Outra promessa comum que quase nunca se concretiza é a de cuidar melhor da saúde. Nos primeiros dias do ano há sempre um plano traçado de marcar vários médicos para ver se está tudo bem, mas acaba por deixar este plano de lado e consultar um médico apenas quando sente uma real necessidade. A saúde é mesmo algo com a qual não devemos descurar, por isso faça um check up geral e vá apenas a consultas da especialidade se houver algo que suscite dúvidas. Trabalhe também em todos os outrso aspetos: alimentação, exercício físico e a dominar os níveis de stress.

Está na altura de refletir e fazer as suas novas resoluções para o novo ano, agora com o plano de como pode atingi-las e torná-las reais.