Em pouco mais de três anos, já visitaram mais de 50 países, em cinco continentes, mas há duas semanas que estão retidos no parque de estacionamento de um supermercado em Hallandale, em Miami, nos Estados Unidos da América, por causa da pandemia de COVID-19 que atualmente assola o planeta. O chef italiano Aldo Giaquinto e a mulher, a moldava Vera Kozlovskaia, largaram tudo em 2016 para percorrer o planeta num Toyota Land Cruiser e, desde essa altura, nunca mais pararam.

"Tínhamos um sonho e o nosso sonho era andar pelo mundo de carro", assume o cozinheiro de 38 anos. As restrições de circulação que o surto impôs estragou-lhes temporariamente os planos. "Estamos presos na Flórida", desabafa. Na altura em que se despediram, viviam em Inglaterra. Ele tinha um restaurante que servia peixe com batatas fritas e ela desempenhava funções no setor das tecnologias da informação. Foram os últimos turistas a visitar as ilhas Florida Keys.

Largaram tudo e foram da Europa até ao Extremo Oriente por terra. A odisseia de um casal português
Largaram tudo e foram da Europa até ao Extremo Oriente por terra. A odisseia de um casal português
Ver artigo

"A nossa vida não mudou. Em certa medida, somos uns sortudos", garante o italiano. Os vistos que lhes permitem a permanência em território americano expiram amanhã. A viver no jipe, instalaram um fogão no tejadilho e fazem compras no supermercado da cadeia Walmart, que se mantém aberto. "É um bocado difícil mas estamos otimistas e mantemos a esperança. Há pessoas a viver em condições piores do que as nossas. Estamos gratos por tudo aquilo que temos", afirma Vera Kozlovskaia. Os habitantes locais, surpreendidos, têm-lhes dado algum apoio. "É impressionante a quantidade de boas pessoas que existem", agradece a moldava.

Na conta de Instagram que o casal criou para promover o projeto, são muitas as fotografias dos sítios por onde o casal já passou. Depois da América, África seria o continente que se seguiria na aventura. O futuro é, agora, uma incógnita. "Vamos ter de esperar", resigna-se Aldo Giaquinto. O italiano e a mulher pediram a extensão dos vistos de permanência mas ainda não tiveram resposta. "Aguardar esse documento tem sido a parte mais stressante da viagem", desabafa o cozinheiro.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.