A internet e as redes sociais democratizaram os populares vídeos caseiros que, ainda há uns anos, faziam furor na televisão, alguns deles mostrando momentos de dança animados e divertidos. Têm sido muitos os que têm posto milhões de pessoas em todo o mundo de olhos no telemóvel, no tablet ou no computador. Uns pelo insólito da situação, outros pela falta de jeito dos protagonistas e outros pelo que representaram para os que viveram o momento, como é o caso destes.

1. As danças dos homens da família McFarland

São as novas celebridades das redes sociais. A família McFarland, um casal que vive com os filhos em Louisville, no Kentucky, nos Estados Unidos da América, já é seguida por mais de um milhão de utilizadores na rede social TikTok, para além dos milhares de admiradores que também soma no Instagram e no YouTube. Durante o período de isolamento social imposto pela COVID-19, são muitas as gravações caseiras que este divertido agregado familiar tem partihado.

2. A dança violenta da açoriana que é fã das canções de Ágata

No final de julho de 2018, mais de um milhão de pessoas já tinha assistido à gravação caseira que Teresa Bettencourt, residente em Nordeste, na ilha de São Miguel, nos Açores, tinha publicado no seu perfil no Facebook, então aberto ao público, a dançar e mandar tudo ao chão enquanto ouvia "Comunhão de bens", um dos maiores êxitos da cantora popular Ágata. O vídeo foi, depois, apagado mas continua disponível no YouTube e no SAPO Vídeos.

3. A dança romântica do brasileiro paraplégico

No início de 2019, o vídeo de um homem paraplégico a dançar com a mulher no dia do casamento tornou-se viral e, em poucas semanas, atingiu o meio milhão de partilhas. A gravação, divulgada por um amigo do casal, Marcelo Henrique da Silva, foi captada na boda de Hugo Rohling e Cinthia Zanuni, em Cuiabá, capital de Mato Grosso, no Brasil. O brasileiro ficou paraplégico na sequência de um acidente de mota em 2014 mas, com a ajuda de familiares, conseguiu abrir o baile.

4. As danças do anestesista americano que luta contra a COVID-19

Chama-se Jason Campbell mas é como TikTok Doc que as pessoas hoje o (re)conhecem. As coreografias divertidas que este profissional de saúde norte-americano de 31 anos faz nos corredores dos dois hospitais que integram a Oregon Health & Science University, onde trabalha, e, depois, partilha na internet têm feito furor e até celebridades como a cantora Janet Jackson já assumiram que o seguem. No início, os colegas não queriam participar. Depois, renderam-se.

5. A dança matinal que promove a boa disposição

Na primavera de 2016, Kelly Morris, que também é bloguer, inspirou-se nas coreografias da cantora, atriz e empresária norte-americana Beyoncé para inventar uma sequência de movimentos que descontrai e que ativa a circulação. Na altura, a fundadora do blogue The Infinity Call partilhou-a nas redes sociais e, em menos de nada, a animada e divertida dança tornou-se viral, com milhares de visualizações. Atualmente, já não está disponível em lado nenhum.

Professora de ioga cria dança matinal que promove a boa disposição

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.