Seguros há muitos e também há muitas más experiências. Por vezes porque não sabemos escolher o seguro adequado às nossas necessidades. Outras vezes porque pensamos que temos coberturas que de facto não temos.

Já sabe o que precisa?

O primeiro passo consiste em perceber as suas necessidades. Quais as coberturas que precisa e quais são as que não valoriza. Entre as diversas coberturas, temos as coberturas obrigatórias (infelizmente tendemos a escolher o mais básico e com isso convidamos os problemas financeiros a entrar nas nossas casas) e temos um conjunto mais vasto de coberturas opcionais. Saiba quais são as coberturas que valoriza e procure perceber o custo de cada cobertura, o que passa por fazer várias simulações e perceber as diferenças. Por vezes, queremos tirar coberturas que na realidade não têm um impacto no preço.

Sabe o que não precisa?

Associado ao ponto anterior, temos de perceber quais são as coberturas que não precisamos. Por exemplo, se somos advogados talvez não queiramos pagar pelo apoio jurídico (ou não). Ou se temos um carro antigo talvez não faça sentido pagar uma cobertura de danos próprios (os chamados seguros contra todos os riscos).

Perceba que por vezes o barato sai caro

Este é um ponto fundamental. Por vezes queremos cortar nas coberturas do seguro automóvel e acabamos por ter problemas financeiros. Alguns exemplos ajudam a tornar isto claro:

  • Queremos poupar na cobertura de quebra isolada de vidros (por vezes torna o seguro €50 mais caro, por ano) e quando partimos o vidro temos de pagar cinco ou dez vezes esse valor;
  • Queremos poupar na cobertura contra danos próprios nas motas e acabamos por ficar descalços quando nos roubam a mota à porta de casa;
  • Não temos dinheiro para o arranjo do automóvel e temos um sinistro que pode custar alguns milhares de euros.
  • Escolhemos uma seguradora low cost e não percebemos que se calhar temos uma assistência em viagens muito restritiva. Temos uma avaria na autoestrada e vamos de comboio para casa.

Estes e outros exemplos servem para que consigamos perceber que por vezes o barato sai caro. Às vezes temos de assumir uma postura de prudência e perceber que os imprevistos vão acontecer, só não sabemos o dia e a hora. Mas que vão acontecer, isso é certo.

Perceber a diferença entre as diversas seguradoras

As companhias de seguros não são todas iguais. Umas focam-se mais em ramos vida. Outras preferem trabalhar mais os riscos patrimoniais. Umas focam-se no preço. Outras na qualidade do serviço. Umas têm apenas um produto estrela. Outras optam por uma oferta global, conferindo descontos de venda cruzada que são muito interessantes.

É certo que não somos obrigados a conhecer a oferta de todas as companhias de seguros. Não somos obrigados e não temos tempo para investigar e negociar as melhores alternativas. Nesse caso, talvez faça sentido procurar apoio de um mediador de seguros profissional que tem a vantagem de fazer tudo por si sem qualquer custo.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.