Há alguns fatores de risco quando alguém se compromete de forma incondicional com o seu trabalho. É fundamental que, quer empregados quer empregadores, saibam identificar esta característica afim de serem tomadas as devidas medidas para evitar o seu desenvolvimento. O risco pode ir desde críticas aos colegas a problemas graves de saúde por isso, confira abaixo os aspetos negativos desta dedicação excessiva.

Envolvimento excessivo
No cômputo geral até se chega à conclusão que é algo positivo, já que a produtividade é grande e o desempenho é bom. No entanto, o excesso de envolvimento é quase um moderador entre o que é exigido pelo cargo e os próprios desejos e frustrações. Por exemplo, se houver risco de perda de emprego a pessoa pode assolapar-se por uma atitude extremamente negativa sobre o trabalho, problemas de saúde e stress. Não obstante, também irão reagir pior à pressão quando há ambiguidade de papéis na empresa, mudanças e cortes.
No que diz respeito a problemas de saúde, é algo que pode agravar o consumo de bebidas alcoólicas, tabaco, para além de enfartes, hipertensão e úlceras, uma vez que a motivação é grande e muito impulsionadora.

A longo prazo
Inevitavelmente toda esta motivação e devoção irão produzir efeitos de fadiga e cansaço extremo porque a recompensa pode não ser a esperada. Serão vários os sentimentos, desde insatisfação a desilusão, quando alguém se apercebe que o que idealizou e a habilidade com que enfrentou algo pode não ser facilmente gratificado.

Comportamento no local de trabalho
Como o envolvimento será diferente de colega para colega, um workaholic terá tendência para criticar os seus colegas, não será capaz de estabelecer relações construtivas, terá raiva dos outros e, por conseguinte, irá rebaixar a autoestima nos outros

Família
Claro está que se alguém dedica mais tempo ao trabalho do que à sua família as consequências negativas surgem. As necessidades afetivas da família são descuradas e é quando aparecem os conflitos que irão afetar a criatividade e produtividade, bem como a satisfação no trabalho. No entanto, isto tende a stressar ainda mais um workaholic que, como escape, ainda vai 'afundar-se' mais no trabalho. Anos mais tarde, a probabilidade de arrependimento e recriminação é grande, uma vez que se olha para trás e dá-se conta do que se perdeu em prol do trabalho.
O equilibro família – trabalho é também fundamental para as empresas: um ambiente saudável é algo que facilita a produtividade e sucesso!

Saúde
Sendo o tempo todo dedicado ao trabalho, é com irrelevância que se olha para o agendamento de uma simples consulta médica, por exemplo. A saúde é assim negligenciada e prejudicada pelos fatores já acima indicados.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.