1. São bons gestores

Ou seja, ponderam as decisões que têm que tomar tendo em vista o crescimento e o sucesso da empresa. Dito de outra forma, têm as mesmas precauções que teriam caso a empresa fosse.

2. Aprendem sobre todos os aspetos do negócio

E é isso que faz deles os bons gestores que falamos antes. Os colaboradores de excelência entendem que fazem parte de algo maior, de um todo, de uma equipa e isso ajuda-os a entender a importância do trabalho dos que o rodeiam, mesmo que sejam áreas distintas das suas. Por essa razão procuram aprender sobre as restantes áreas do negócio (seja o marketing, a área financeira ou a jurídica) para que possam contribuir de forma positiva para a empresa (como um todo).

3. Pesquisam novas soluções ou ideias

Ninguém sabe tudo (embora alguns achem que sim). Um colaborador de excelência tem noção que ainda tem muito para aprender e (tal como dissemos no ponto anterior) está disposto a isso. Mas ao mesmo tempo que procura saber mais sobre as outras áreas do negócio, também procura melhorar na sua. Por isso, de forma proactiva, pesquisa e aplica novas soluções ou ideias (como projetos) que possam melhorar o seu trabalho e o negócio da empresa

4. Geram oportunidades viáveis

Falamos de pessoas atentas e conscientes da importância do networking, que estão sempre à procura de novas oportunidades que possam gerar retorno para a empresa.

5. São proativos

Não só estão sempre alerta em busca de novas oportunidades e soluções, como antecipam possíveis problemas e encontram as respostas necessárias. A sua missão passa por introduzir melhorias no sistema vigente e é isso que fazem.

6. Comunicam com clareza

Ou seja, dizem as coisas tal como elas são. Não estão com rodeios mesmo que o assunto não seja o mais confortável ou agradável. Promovem uma comunicação clara e eficaz. Muitas vezes são eles que tocam nos assuntos mais sensíveis (de forma sensata) e evitam que pequenas questões se transformem em grandes problemas.

7. Mantêm-se positivos

Todos os profissionais têm dias menos bons (e por vezes, mesmo dias muito maus), mas os colaboradores de excelência – aqueles que todas as empresas procuram – percebem a importância de alcançar o equilíbrio entre o trabalho e a vida pessoal e, por isso, mantêm-se positivos e otimistas e transmitem essa energia positiva aos que os rodeiam, contribuindo para um bom ambiente laboral.

8. Procuram evoluir, mas ajudam os outros a evoluir também

Os melhores profissionais são aqueles que não se limitam a olhar para o próprio umbigo. É isso que faz deles profissionais de excelência. Não só lutam para alcançar o seu sucesso, mas – pelo caminho – servem de inspiração para aqueles que os rodeiam e acabam por estimulá-los a evoluir. Querem mais, mas encorajam os outros a fazer o mesmo.

9. Mantêm elevados níveis de desempenho

São profissionais que querem ser os melhores e fazer o seu melhor e é isso que fazem, sem esperar atenção constante por parte dos superiores hierárquicos.

10. Simplificam a vida a quem os chefia

Basta ler o que está para trás para perceber porquê. Estes são profissionais de excelência, que procuram melhorar e evoluir ao longo da sua carreira e, enquanto isso, contribuem para o sucesso da empresa e dos profissionais que o rodeiam.

http://www.e-konomista.pt/

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.