Não são tónicos para um corpo perfeito, mas podem ajudá-la a encontrar a sua paz interior, ao conseguir o equilíbrio para as suas finanças pessoais. Alguns exercícios financeiros pedem esforço, motivação e disciplina, tal como os físicos, por isso convém manter a sua saúde financeira num patamar de importância semelhante. Sem persistência não há recompensas, é o lema que deverá seguir para não desistir à primeira!

1.Sprint ou maratona?

Se acabou de receber o seu salário ou subsídio de férias não saia para a rua a gastar e a viver acima das suas possibilidades. Lembre-se sempre que o mês é como uma corrida de fundo e é preciso ter pulmão para chegar ao fim. Se fizer um sprint no princípio do mês e comprometer as suas finanças, não vai ter fôlego para acabar em grande e ainda poder poupar. Para garantir as suas poupanças, à partida para a corrida do mês deixe logo 10% do seu rendimento mensal de parte num produto bancário que pague juros.

2.Exames regulares ou controlos de surpresa?

As suas finanças, tal como o seu corpo, precisam de ser examinadas para garantir o seu saudável funcionamento. O melhor para manter a sua saúde financeira dentro dos eixos é examinar regularmente como gasta o seu dinheiro. Um mapa de despesas mensal pode ajudar e muito na tarefa de perceber o que está a fazer mal e para onde está a ir o dinheiro do seu salário. Não fazer este controlo é sujeitar-se a surpresas que podem ser muito desagradáveis nas suas contas mensais.

Veja na página seguinte: Flexões ou elevações

3.Flexões ou elevações?

Para quem já fez muitos exercícios financeiros e mesmo assim passa o mês a tentar fletir o seu salário para aumentar a parte que sobre de poupanças, então o melhor será optar por seguir uma estratégia de elevações. Se pelo lado da despesa já tudo parece ter sido feito, a solução passará por elevar o rendimento, com pequenos trabalhos de férias, part-time, explicações ou a organização de uma venda dos muitos utensílios que já não usa na sua casa e na sua vida.

4.Abater ou tonificar?

Imagine que acabou de receber o seu subsídio de férias e que está num dilema? Por um lado sabe que pode amortizar parte das suas dívidas com créditos, por outro sabe que pode poupar o dinheiro para o futuro. Qual deve ser a decisão entre abater crédito ou tonificar poupanças? A resposta está na diferença entre o que paga de juros com os créditos e o que lhe oferecem de juros em produtos de poupança. Por exemplo, se estiver a pagar um crédito pessoal com juros de 7% e a melhor solução de depósito que encontra para as suas poupanças estiver nos 4%, a ordem deve ser abater o crédito, amortizando parcialmente ou totalmente o empréstimo com o subsídio.

5.Desportos de equipa ou individuais?

A sua vida financeira é um “desporto de equipa”. Por isso, junte todos os elementos do seu agregado familiar no apoio ao objetivo de finanças saudáveis. Aproveite o tempo de férias e a presença mais constante dos seus filhos nas suas rotinas para mostrar bons exemplos de como se pode gerir o dinheiro, seja nas compras, nas decisões entre o importante e o supérfluo ou na execução de um plano financeiro de férias onde contabilize todos os custos. Envolva os seus filhos nas tarefas de poupança em férias e mostre-lhes como podem sair a ganhar poupando para os seus objetivos futuros.

A responsabilidade editorial desta informação é da

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.