A queratose pilar ou "chiken skin" é nada mais nada menos, do que um distúrbio dermatológico que causa manchas ásperas pequenas na pele, que geralmente são parecidas com borbulhas e tendem a surgir na adolescência, mais propriamente na zona dos braços, nádegas, ancas e também nas bochechas. Normalmente apresentam uma cor branca, mas existem casos onde podem ser avermelhadas e embora possa parecer, estas não causam qualquer tipo de dor nem de comichão.

Está relacionado com o ressecamento da pele e também com a hiperqueratose dos folículos pilosos, ou seja, das pequenas bolinhas que surgem nos pelos e que deixam a pele com um aspeto de lixa. Além disso, esta doença é genética e em alguns casos pode chegar mesmo a agravar-se.

Embora seja difícil de tratar, a queratose pilar não se trata de uma doença grave e na maior partes dos casos, ela até acaba por desaparecer sozinha. Enquanto isso não acontece, pode ir prevenindo-a de outra forma.

- No caso da exposição solar esta deve ser moderada;

- Evite o uso de roupas apertadas, pois tem tendência a piorar a doença;

- Hidratar a pele com cremes de ureia;

- Nos casos mais graves a microdermoabrasão, os peeling químicos e também a isotretinoina oral, são alguns dos tratamentos indicados.

Além destes, na sua rotina diária deve ter o cuidado para não maltratar a sua pele e por isso, deve lavá-la com cuidado e secá-la com uma toalha macia. Deve também procurar ajuda médica junto de um dermatologista, para que este lhe aconselhe qual o tratamento mais adequado para a sua pele.

Leia mais: Doença pós-orgásmica: sabe o que é?

Leia mais: O que as unhas podem dizer sobre a sua saúde

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.