Durante a noite, enquanto dormimos, o nosso sistema digestivo continua a trabalhar e a remover os excessos do dia como toxinas e resíduos do que ingerimos no jantar.

Se não rasparmos a superfície da língua, preferencialmente ao acordar e em jejum, esses mesmos resíduos acumulam e serão reabsorvidos pelo organismo, gerando um ciclo prejudicial.

A raspagem da língua, técnica sugerida pela Rotina Diária do Ayurveda (dinacháryá), melhora vários fatores na nossa vida, sendo o principal, o processo digestivo.

Segundo o Ayurveda, a digestão é a base da nossa saúde, começando esta na boca. Se tivérmos a lingua cheia de células mortas, bactérias, toxinas e afins, a nossa capacidade de identificar os sabores ficará alterada, reduzindo a eficácia de todo o processo digestivo.

A raspagem da língua também ativa a produção de saliva e aumenta o fogo digestivo do corpo (agni), ajudando este fogo no processo digestivo ao longo do dia.

Ao limparmos a língua diariamente, combatemos o mau hálito. Através da remoção de resíduos, bactérias e fungos que estavam presentes na língua, o hálito proveniente destas substâncias em putrefacção, desaparece ou pelo menos será atenuado.

A desintoxicação do corpo também acontece com esta limpeza, pois qualquer remoção de toxinas contribui para um corpo desintoxicado, verificando-se até a nível de pele.

Com a raspagem da língua, o paladar é reforçado. Uma língua limpa aumenta a capacidade das papilas gustativas para sentirem o paladar dos alimentos.

Os dentes e as gengivas ficam também mais saudáveis, eliminando-se um nicho de “lixo” acumulado na língua e consequentemente espalhado pela boca. As cáries, placa bacteriana e problemas de gengivas resultam também de uma acumular de bactérias sobre a língua. Se a rasparmos, este problema diminui.

A limpeza da língua beneficia ainda os órgãos internos. Dada a representação dos órgãos na língua conforme o Ayurveda e outras medicinas holísticas referem, o facto de rasparmos diariamente a língua , estamos simultaneamente a massajar os rins, baço, estômago, fígado, vesícula biliar e coração.

Associado a estes benefícios da raspagem da língua, encontra-se uma melhoria do sistema imunitário, sendo a língua considerada primeira parte deste sistema. Ao limparmos frequentemente a lingua, atuamos na melhoria das suas funções protetoras.

Por fim, esta técnica, também usada como “krya” do Yoga , facilita a digestão, dando-se início ao processo na boca. Com a mastigação promove-se a mistura dos alimentos com as enzimas salivares.

Uma língua limpa e uma boca saudável são fundamentais para que o processo digestivo seja bem feito e, consequentemente, possamos absorver os nutrientes que necessitamos.

Coloca-se então a questão: como raspar a língua?

Através de um raspador próprio, idealmente em cobre, raspar a língua de trás para a frente, de forma suave, removendo a acumulação de toxinas, manifestadas, frequentemente por uma uma “massa branca ou, em alguns caso, amarelada”.

Este processo deve repetir-se algumas vezes seguidas até o raspador ficar limpo.

O raspador deverá ser passado por água quente, secando-se de seguida para se manter limpo.

Caso, não tenha o raspador indicado, numa fase inicial poderá começar com uma colher de sopa virada ao contrário, até adquirir o respetivo raspador.

Texto: Brahmi Wellness

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.