A diabetes é uma doença crónica conhecida pelas múltiplas complicações de saúde que pode desencadear a curto, médio e longo prazo, como é o caso da doença renal diabética. Para prevenir esta patologia, "é essencial garantir um futuro saudável e livre de complicações", defende um artigo publicado no Diabetes 365º, um projeto informativo multiplataforma que pretende auxiliar os portugueses a lidar com a doença. Portugal regista anualmente mais de 60.000 novos casos de diabetes, um número preocupante.

"Estima-se que a prevalência de doença renal crónica em pessoas com diabetes seja de 42,3 %, em comparação com [uma percentagem de] 9,4 % nas pessoas não diabéticas. Mas porque é que isto acontece? Em suma, porque os níveis continuamente elevados de glicemia têm impacto nos vasos sanguíneos do rim e levam a um aumento do esforço deste órgão, para que continue a desempenhar a sua função de filtragem. Felizmente, há muito que pode fazer para evitar que isto aconteça", asseguram, todavia, os especialistas.

A diabetes está a arruinar a sua vida sexual? Os conselhos dos especialistas que tem de seguir já
A diabetes está a arruinar a sua vida sexual? Os conselhos dos especialistas que tem de seguir já
Ver artigo

Para prevenir a doença renal diabética, é fundamental que mantenha um controlo apertado dos valores de glicemia, um gesto associado a uma redução do risco de complicações microvasculares que pode evitar o aparecimento posterior de lesões ao nível dos vasos sanguíneos renais e, consequentemente, o surgimento de problemas renais associados à diabetes. A pressão arterial também deve ser controlada. "A pressão arterial elevada tem um grande impacto na saúde renal e, sobretudo, na rapidez com que a doença renal progride", adverte mesmo o Diabetes 365º. A explicação para essa situação é simples.

"Por cada aumento de 10 milímetros de mercúrio [mmHg] da pressão arterial sistólica, a tensão arterial máxima, o risco de vir a desenvolver doença renal crónica após 15 anos é de 15%", esclarecem os especialistas que colaboram com o projeto. Para além de manter um peso saudável, é crucial garantir que reduz a quantidade de sal que ingere na alimentação quotidiana, evitar o consumo de álcool e de tabaco e fazer exercício físico de forma regular, um hábito saudável que muitos diabéticos continuam ainda a descurar.

Monitorizar periodicamente os parâmetros associados à função renal é outra das recomendações. "Se é diabético e tem como objetivo prevenir a doença renal, fale com o seu médico no sentido de avaliar periodicamente a função dos rins", aconselha o Diabetes 365º. "Considere a necessidade de analisar regularmente a presença de albumina na urina e a taxa de filtração glomerular, uma medida que avalia a função renal, assim como a pressão arterial", recomendam mesmo os profissionais de saúde.

Manter os parâmetros lipídicos sob controlo é outro dos gestos essenciais que os especialistas costumam indicar aos pacientes diabéticos que acompanham nas suas consultas. "Sabia que os níveis de colesterol elevados podem acelerar a progressão da doença renal crónica em pessoas com diabetes? Assim sendo, é também importante manter níveis saudáveis de colesterol e de triglicéridos, através da dieta e do exercício físico e, se necessário, através de medicação", sugere ainda este projeto de literacia.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.