Nascido em Brooklyn, em Nova Iorque, Martin Shkreli tornou-se um "homem de sucesso" desde cedo. Começou a apostar em fundos de investimento e o alto retorno financeiro permitiu-lhe fundar a farmacêutica Turing, da qual era diretor-executivo.

Porém, a queda não tardou: a Justiça norte-americana condenou-o na sexta-feira a sete anos de prisão porque, no ano passado, produziu informações falsas sobre contas de clientes que sofreram enormes desfalques financeiros. No entanto, Shkreli ficou famoso por outro caso, quando ganhou a alcunha de "homem mais odiado dos Estados Unidos".

Os 16 sintomas mais comuns do VIH/Sida
Os 16 sintomas mais comuns do VIH/Sida
Ver artigo

A razão? Em 2015, depois da sua empresa conseguir registar uma patente farmacológica, Martin Shkreli aumentou em mais de 5.000% o preço de um fármaco para pessoas com o sistema imunitário debilitado, como pacientes com VIH/Sida, grávidas e idosos.

Durante o julgamento, que terminou na sexta-feira com a leitura da sentença, a defesa de Shkreli pediu uma pena de 12 a 18 meses de prisão. A acusação pediu mais de 15 anos.

Até o advogado lhe quis bater

O advogado do empresário, Benjamin Brafman, reconheceu que o seu cliente poderia "ser uma pessoa irritante". "Há momentos em que quero abraçá-lo, consolá-lo, mas também há ocasiões em que quero bater-lhe", disse Brafman, citado pela estação de televisão britânica BBC.

Na sexta-feira, a atitude de Shkreli foi muito diferente das outras vezes em que compareceu perante um juiz. "Acabei com a imagem de Martin Shkreli com as minhas ações vergonhosas", admitiu o empresário falando sobre si mesmo, em sinal de arrependimento.

Entre essas "ações vergonhosas", o jovem referiu-se ao facto que o tornou num dos homens mais odiados do mundo. Após fundar a empresa Turing Pharmaceuticals, recebeu a patente do fármaco Daraprim e aumentou o seu preço para 750 dólares americanos (cerca de 604 euros) , uma subida de 5.000% face ao valor inicial.

O caso de Shkreli é usado como exemplo dos excessos económicos praticados em empresas de todo o mundo e a sua imagem ficou conhecida como uma das faces mais cruéis do capitalismo.

15 coisas que tem de saber para não enlouquecer
15 coisas que tem de saber para não enlouquecer
Ver artigo

Porém, o aumento de preços não é ilegal e nem mesmo incomum na indústria farmacêutica norte-americana. Por isso, este jovem empresário não enfrentou nenhuma punição pelo escandaloso reajuste.

O que o levou aos tribunais foi uma acusação de fraude e saque de milhões de dólares em dois fundos que geriu, o MSMB Capital e o MSMB Healthcare. O juiz considerou-o culpado por esses crimes e por inflar o valor das ações da Retrophin, outra empresa farmacêutica fundada por ele em 2011.

Antes da leitura da sentença, o advogado de defesa informou que o seu cliente está falido e sofre de depressão e ansiedade.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.