Caro leitor, atente que alguns dos piores venenos vêm da natureza. Olhe o caso dos cogumelos. Alguns quando ingeridos conseguem ser verdadeiramente mortais, devido às toxinas que possuem. Apesar de a suplementação ser de venda livre em Portugal, o facto de resultar com uma pessoa, não quer dizer que resulte com todas. Somos dotados de grande variedade de características. Uns são saudáveis, outros não. Uns tomam medicação, outros baseiam-se em produtos naturais, uns fazem exercício físico, outros fumam e por ai fora.

Vários estudos demonstram de maneira indiscutível que o betacaroteno aumenta de maneira considerável, em pelo menos um terço, o risco de cancro do pulmão nos homens que fumam ou já fumaram. Tal é o risco, que o estudo Beta-Caroteno and Retinol efficacy Trial (CARET), realizado nos anos de 1990, nos Estados Unidos, que incluía fumadores e ex-fumadores foi suspenso quando se descobriu este facto.

Este efeito do betacaroteno em homens fumadores e ex-fumadores consegue ser ainda mais significativo em pessoas expostas ao amianto ou que fumavam muito. Se for ler na bula de alguns suplementos com betacaroteno, existentes no mercado, essa observação não aparece.

A interação entre fármacos e alguns suplementos pode ser perigosa, podendo potenciar ou inibir efeitos pretendidos, como por exemplo a interação entre anticoagulantes e ómega-3, em que este último reduz a eficácia do primeiro.

Não existem produtos “milagrosos” que acabem com a obesidade de forma eficaz. Se assim fosse, não existiriam tantas pessoas no mundo com este problema. Para isso é fundamental uma atitude preventiva ou uma mudança de estilo de vida.

Por fim, recomendo-lhe que não tome fármacos e/ou suplementos alimentares, sem a opinião do seu médico assistente e não lhe omita informação. Afinal de contas, é a sua saúde e a sua vida que poderá estar a colocar em risco.

Dra. Joana Pinheiro

Nutricionista

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.