Se quer emagrecer é importante entender que precisa de mudar a sua relação com a comida. Não vamos arranjar desculpas para o facto de termos peso a mais quando comemos demais e gastamos poucas calorias.

Para isso é fundamental cumprir três regras: ter uma alimentação saudável - quer em qualidade, quer em quantidade -ingerir água e fazer exercício.

Por vezes, devido à retenção de líquidos, há inchaço e aumento de peso, e nestes casos há suplementos que podem ajudar no combate à retenção de líquidos. Importa lembrar que uma pessoa que tem peso aumentado por retenção de líquidos não está mais gorda, está apenas mais pesada e inchada.

Pernas, tornozelos, mãos, pés e abdómen inchados são os sinais visíveis da água que sai dos vasos sanguíneos e se acumula no tecido subcutâneo. Em alguns casos, esta é a causa de um aumento de peso que pode chegar aos três quilos.

O inchaço e o peso podem permanecer altos devido à retenção de líquidos, problema muito comum que afeta a maioria das mulheres.

A retenção de líquidos pode estar relacionada com a alimentação e o sedentarismo, bem como com um historial de doenças renais, hepáticas ou cardíacas, pelo que é sempre conveniente que seja um especialista a fazer o diagnóstico preciso do problema e das suas causas, que podem ser de várias origens.

O caso de Fernanda

Diga adeus à retenção de líquidos e olá a uma silhueta de sonho

A Fernanda tinha um problema de retenção de líquidos. Após a gravidez da filha já não sabia o que fazer para se livrar do excesso de peso. "Comecei a fazer exercício e emagreci um pouco, mas a dada altura deixei de ver os progressos que esperava", explica.

Esta mãe de 40 anos recorreu então a uma nutricionista. "Fiz uma dieta cetogénica [regime rico em gordura e proteínas e com baixo teor de hidratos de carbono], mas o meu colesterol subiu e tive de parar", conta.

A trabalhar num restaurante, Fernanda passa muitas horas de pé, entra cedo e chega tarde a casa. "As minhas pernas e mãos começaram a ficar mais inchadas. Foi tão mau que, a dada altura, tive que tirar a minha aliança porque começou a cortar-me o dedo", explica. O estômago também se fazia notar, de tal forma, que os colegas que lhe perguntavam se estava novamente grávida.

Fernanda estava correta ao pensar na dieta e no exercício, mas nem sempre estes são suficientes para combater o chamado edema.

Pequenas mudanças podem conduzir a grandes resultados

Há pequenas alterações no dia a dia que podem fazer a diferença. Comece por diminuir o consumo de sal, que não deve ultrapassar as cinco gramas diárias, e opte por usar especiarias e ervas aromáticas para temperar a comida. É também importante reduzir o consumo de açúcar.

É recomendável a ingestão de alimentos ricos em potássio e alimentos ricos em hidratos de carbono complexos, como frutas e vegetais, massa e arroz integrais. Deve também beber cerca de dois litros de água por dia.

Aliados a estas mudanças, os suplementos  podem ajudar no objetivo. O mercado é abundante nestes produtos, e por isso é importante conhecer os compostos mais eficazes.

Pode encontrar a salsaparrilha, o chá de Java, a alcachofra e o cardo do leite que, sendo grandes inimigos do excesso de líquidos no corpo, promovem a limpeza do fígado e dos intestinos, estimulando a perda de peso. O dente de leão e as folhas de videira vermelha, pelo seu efeito purificante, ajudam a melhorar a circulação do sangue e a eliminar a celulite.

Para além destes ingredientes diuréticos, e muito ricos em potássio, há também a erva-de-cavalinha, planta medicinal usada há muitos anos pelos seus benefícios drenantes.

Estes compostos podem ajudar aqueles que desejam perder peso, havendo quem comece a sentir alguns resultados em apenas uma semana. O consumo destes ingredientes pode estimular uma perda de líquidos 3,5 vezes superior e pode reduzir o inchaço do corpo em 60%.

Os suplementos podem fazer a diferença na retenção de líquidos, mas atenção: não se esqueça de os aliar à adoção de uma dieta regrada e um estilo de vida ativo para atingir o peso ideal, conservando a sua saúde. O exercício, além de melhorar a circulação, conduz à libertação de endorfinas, as hormonas do bem estar.

Foi o que aconteceu com Fernanda: "O inchaço e a retenção diminuíram, o que me motivou a voltar ao exercício", conta. "Sinto-me uma mulher novinha em folha, incrível e cheia de vida", conclui.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.