Dos 7.150 casos notificados até ao momento, 3.741 continuam em investigação e 2.241 foram descartados. O Brasil viu o número de casos de microcefalia disparar no ano passado, depois que esta alteração neurológica começou a ser associada a infeção de grávidas pelo vírus Zika, transmitido pelo mosquito Aedes aegypti, durante a gestação.

O órgão de saúde brasileiro informou que do total de casos de microcefalia confirmados, 192 tiveram resultado positivo para o Zika por critério laboratorial específico para o vírus.

No entanto, o Ministério da Saúde ressaltou que esse dado não representa, adequadamente, a totalidade do número de casos relacionados ao vírus. Ou seja, as autoridades consideram que houve infeção pelo Zika na maior parte das mães que tiveram bebés com diagnóstico final de microcefalia.

240 mortes no Brasil

Já foram registados 240 óbitos suspeitos de microcefalia no país. Destes, 51 foram confirmados para microcefalia e ou alteração do sistema nervoso central. Outros 165 continuam em investigação e 30 foram descartados.

O vírus Zika circula com força no Brasil desde o ano passado. Apesar de, na maioria dos casos, não causar danos graves aos infetados, depois de ter sido associado ao aumento de casos de microcefalia a sua circulação nas Américas foi classificada como uma emergência internacional pela Organização Mundial da Saúde (OMS) em fevereiro.

Por outro lado, o aumento das temperaturas representa uma ameaça para a população global porque estimulam a proliferação deste tipo de vírus, indicam especialistas a propósito da "Cimeira do Zika" que se realiza em Paris esta quarta e quinta-feira (20 e 21 de abril).

Vários testes de laboratório demonstraram que o aedes albopictus, um mosquito disseminado pela Europa, pode também transmitir Zika, basta ser contaminado por um humano infetado. Tal pode precipitar a expansão do vírus na Europa.

"Teremos o Zika na Europa no próximo verão", assevera Anna-Bella Failloux, investigadora e virologista do Instituto Pasteur, em Paris, um dos organizadores desta conferência de dois dias em Paris.

Leia também: O drama dos bebés que são o rosto de uma epidemia

Leia também: 10 cuidados básicos ao viajar para países com Zika

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.