As vítimas consumiram vinho de coco , conhecido localmente como "lambanog", no fim de semanam em Rizal, a sudeste de Manila, e queixaram-se pouco depois de dores no estômago.

Oito pessoas acabaram por morrer na sequência da ingestão da bebida. Nove pessoas continuam em estado crítico, informou José Jonas Del Rosário, porta-voz do Hospital Geral da capital.

Quase 300 pessoas foram internadas. Todas beberam o mesmo tipo de vinho, de acordo com a polícia, avança a agência de notícias France-Presse.

O governo local já proibiu a venda da bebida, produzida de forma artesanal e muito consumida durante as festas de Natal.

Del Rosário afirmou que um dos produtos que permite a fermentação do vinho de coco é o metanol, que em altas doses pode provocar cegueira e morte.

No ano passado, mais de 10 pessoas morreram nas Filipinas depois de beber vinho de coco adulterado.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.