José Sanches de Magalhães é o primeiro urologista, em Portugal, disponibilizar uma técnica inovadora e minimamente invasiva para o tratamento de uma das doenças da próstata que afeta mais homens a partir dos 60 anos - a Hiperplasia Benigna da Próstata (HBP).

O procedimento é realizado no Instituto de Terapia Focal da Próstata. Trata-se da inovadora técnica Rezüm, que utiliza a energia convectiva do vapor de água para destruir o tecido obstrutivo que causa os sintomas associados à HBP, uma doença que afeta 50% dos homens a partir dos 60 anos e cerca de 90% dos homens a partir dos 80 anos. 

10 perguntas sobre disfunção erétil cuja resposta os homens deveriam saber
10 perguntas sobre disfunção erétil cuja resposta os homens deveriam saber
Ver artigo

“A partir deste mês já temos disponível esta técnica minimamente invasiva, que representa uma alternativa eficaz e segura à medicação para o tratamento da Hiperplasia Benigna da Próstata. A principal vantagem é que preserva as funções sexual e urinária, logo minimiza o risco de efeitos secundários adversos. É realizada em ambulatório, com anestesia local e o paciente tem uma recuperação muito rápida”, explica o urologista.

A técnica é indicada para homens a partir dos 50 anos de idade e volume prostático entre 30cm3 a 80cm3 e é igualmente indicada para tratamento de próstata com hiperplasia da zona central e/ou do lobo médio.

José Sanches de Magalhães é o primeiro urologista
José Sanches de Magalhães, médico urologista créditos: Direitos Reservados

É um procedimento indolor, realizado em ambulatório com anestesia local e com um tempo de recuperação muito curto, cuja principal vantagem é que preserva as funções sexual e urinária. A maior parte dos pacientes regressa à vida ativa após um ou dois dias.

Que doença é esta?

A Hiperplasia Benigna da Próstata é uma doença benigna relacionada com as alterações hormonais normais que os homens sofrem à medida que envelhecem e, em cerca de metade desses homens, a HBP pode resultar no aumento do volume da próstata.

Por sua vez, esse aumento causa um aperto da uretra que pode obstruir o fluxo de urina, causando desconforto e alguns sintomas do foro urinário: jato urinário mais fraco, dificuldade e ou esforço para urinar, micção a dois tempos, compasso de espera para iniciar a micção, aumento da frequência urinária, em especial durante a noite.

O diagnóstico é clínico e deve ser confirmado com exames: ecografia, fluxometria, PSA (Antigénio Específico da Próstata), IPSS (International Prostate Symptom Score) ou uretro-cistoscopia.

Quem é José Sanches de Magalhães?

Licenciado em Medicina pela Universidade do Porto, José Sanches de Magalhães iniciou a sua carreira no Hospital de Santo António. Posteriormente realizou o internato de Urologia no Instituto Português de Oncologia do Porto, entre 1999 e 2004, onde se mantém como Assistente Hospitalar Graduado de Urologia.

Ao longo da sua carreira desenvolveu uma sólida experiência em Urologia oncológica e tem vindo a especializar-se em técnicas de cirurgia minimamente invasiva, bem como em terapia focal da próstata. Foi fundador, em 2016, do Instituto de Terapia Focal da Próstata, no Porto, tendo sido dos primeiros médicos urologistas (e um dos únicos) em Portugal a utilizar a tecnologia de Electroporação Irreversível no tratamento do cancro da próstata.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.