A autarquia assumiu o encargo com as obras de reabilitação da Casa das Bocas, que custaram dois milhões de euros e se encontram concluídas desde o final de 2021.

O município aguardava desde então que o Ministério da Saúde ocupasse o edifício, dando cumprimento a um protocolo celebrado entre as duas entidades.

No final da reunião de câmara de hoje, Fernando Ruas contou aos jornalistas que a condição que impôs para que fosse marcado o dia da inauguração foi que a USF abrisse “com todas as exigências cumpridas”, porque “houve a tentação de a poder abrir ao poucos”.

“Tenho a confirmação de que está tudo pronto para a inauguração”, sublinhou.

O município cederá o edifício a título gratuito.

Segundo o autarca, “esta unidade vai servir cerca de 7.500 utentes, a maioria deles sem médico de família”.

A USF ficará instalada na reabilitada Casa das Bocas, um edifício do século XVII, situado na Rua João Mendes (conhecida por Rua das Bocas).

A obra de requalificação arrancou em fevereiro de 2020 e ficou concluída no final de 2021.

A empreitada contou com financiamento de fundos europeus e foi considerada uma das obras estruturantes na estratégia de revitalização do centro histórico.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.