A informação hoje avançada pela chefe de departamento de Saúde Pública de Luanda, Regina António, refere que estão a ser criadas condições para a realização da campanha e para proporcionar uma grande adesão.

Segundo a responsável, em Luanda a vacinação de rotina é feita nas unidades sanitárias, o que garante a continuidade na luta para o combate da doença.

Regina António sublinhou que uma segunda campanha está a ser programada para outubro próximo.

Há mais de três anos que Angola não regista casos de poliomielite, mas o país tem levado a cabo várias ações de combate à doença, perspetivando a sua erradicação.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.