O último cidadão suspeito de ter Síndrome Respiratória do Médio Oriente foi dispensado do regime de isolamento a que tinham sido submetidas cerca de 16.700 pessoas desde que foi detetado o vírus, em meados de maio, informou hoje o Ministério da Saúde de Seul.

O novo coronavírus, que durante todo o mês de junho gerou alarme no país, é considerado já virtualmente extinto, depois de não se terem detetado novos casos há mais de três semanas.

186 casos

Um total de 186 pessoas foram infetadas com o coronavírus em hospitais de toda a Coreia do Sul – 36 morreram, enquanto 138 receberam alta depois de recuperarem totalmente.

As restantes 12 ainda permanecem em tratamento devido a complicações relacionadas com a Síndrome Respiratória do Médio Oriente, ainda que apenas numa delas o vírus permaneça ativo, segundo o ministério.

Espera-se que o Governo declare a extinção “de facto” da doença no país no início de agosto, já que para anunciar oficialmente o fim do surto é necessário que passem 28 dias sem novos casos desde que o último infetado recebe alta, segundo a Organização Mundial de Saúde.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.