O Hospital Santa Maria realizou hoje uma intervenção inovadora para o tratamento da disfunção urinária, que consiste na colocação de uma espécie de “pacemaker” nas raízes nervosas da bexiga através da pele.

Palma Reis, diretor do serviço de urologia do Centro Hospitalar de Lisboa Norte (hospitais de Santa Maria e Pulido Valente), disse à Agência Lusa que as duas intervenções hoje realizadas "correram bem", embora os resultados definitivos ainda demorem algumas semanas a ser conhecidos.

As duas pacientes – uma com menos de 40 anos e outra com pouco mais do que esta idade – sofriam de hipocontratilidade da bexiga, ou seja, tinham de recorrer à colocação de um cateter para urinar.

Esta situação diminuía muito a qualidade de vida destas pacientes que poderão agora ver esta situação alterada.

Na prática, os profissionais colocaram um aparelho – uma espécie de “pacemaker” – nas raízes nervosas da bexiga, algo que já se fazia, mas só agora com “a facilidade de o introduzir através da pele”.

A intervenção está igualmente indicada para casos de incontinência urinária grave, uma vez que a esmagadora maioria dos casos desta doença são tratados com terapêutica ou intervenções cirúrgicas mais simples.

Palma Reis sublinhou que esta é uma intervenção de “última linha”, ou seja, a ser aplicada “apenas quando os outros falham”.

16 de abril de 2012

@Lusa

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.