A governante, que falava na audição parlamentar da equipa do Ministério da Saúde no âmbito da proposta do Orçamento do Estado para 2022, disse ainda que, comparando dezembro de 2015 com o primeiro trimestre deste ano, há mais 27% de profissionais de saúde no Serviço Nacional de Saúde (SNS).

Destes, explicou, há mais de 7.000 médicos, 11.000 enfermeiros, 2.000 técnicos superiores de diagnóstico e terapêutica e 11.000 outros profissionais.

Apontou ainda a criação de um mecanismo plurianual de contratações “para num quadro temporal mais dilatado”, para poder “fazer o adequado planeamento, com os profissionais necessários”.

Por seu lado, o secretário de Estado adjunto e da Saúde justificou a não renovação da gratuitidade dos testes covid-19 mensais por cidadão com a evolução da situação epidemiológica, mas disse que o Governo está atento e tem ajustado decisões.

Sales apontou como exemplos a incidência, que atualmente “é essencialmente nas faixas etárias mais jovens”, o reduzido impacto nos internamentos e nos cuidados intensivos e ainda o fim da exigência de apresentação do certificado digital.

“Tudo isto levou o Governo a optar pela não renovação”, afirmou o responsável, acrescentando:” Estamos atentos a evolução da situação epidemiológica e temos ajustando as decisões”.

Ainda assim, sublinhou, os cidadãos “continuam a ter acesso a testes gratuitos, com prescrição.

O governante insistiu na necessidade de cada um dos cidadãos “tomar as devidas precauções”. “A pandemia ainda anda aí”, alertou.

Questionado ainda sobre a política de saúde oral, numa audição que já leva mais de seis horas, António Sales disse que em 2021 foi emitido o maior número de cheques-dentista (642.859).

Lembrou que "a saúde oral não é apenas cheque dentista" e que no programa do Governo está previsto "dotar todos ACES [Agrupamentos de Centros de Saúde] de capacidade de prestação destes cuidados", assim como a promoção da "integração dentistas no SNS em número adequado"

Acrescentou que, em dezembro de 2021, a cobertura destes cuidados de saúde oral nos ACES era já de 91%, sendo de 100% no Norte, em Lisboa e Vale do Tejo e no Algarve.

"Pretendemos 100% em todos e, até 2026, criar 130 gabinetes, sendo que 10 novos gabinetes este ano", acrescentou.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.