A agência da ONU indicou que este foco é especialmente alarmante devido à insegurança alimentar e desnutrição no Afeganistão, que fragiliza a população e deixa as crianças em estado de vulnerabilidade a esta doença, que é altamente contagiosa.

"Os casos de sarampo aumentaram em todas as províncias desde o final de julho de 2021", disse Christian Lindmeier, porta-voz da OMS, em conferência de imprensa em Genebra.

Lindmeier indicou que os casos aumentaram 18% na semana de 24 de janeiro e 40% na última semana do mês.

No total, foram registados 35.319 casos suspeitos no mês passado, dos quais 91% foram detetados em crianças menores de cinco anos. Cerca de 156 pessoas, 97% delas crianças com menos de cinco anos, morreram.

"O rápido aumento no número de casos em janeiro sugere que as mortes por sarampo vão aumentar muito nas próximas semanas", disse Lindmeier.

Esta doença é muito contagiosa e o vírus que a causa ataca principalmente crianças. As complicações podem levar à cegueira, edema cerebral, diarreia e infeções respiratórias graves.

Este surto ocorre num contexto de catástrofe humanitária no país, situação que se agravou com a chegada dos talibãs ao poder em agosto e o fim da ajuda externa.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.