Dois dermatologistas revelaram à plataforma online BuzzFedd que a maioria das pessoas toma banho mais vezes do que o necessário.

De acordo com o professor de dermatologia Joshua Zeichner, de uma universidade novaiorquina, o número de banhos e a sensação de mau odor corporal são uma questão cultural.

No último século, o anúncio de sabonetes aumentou. Por outro lado, as mulheres entraram com mais força no mundo do trabalho e os homens abandonarem a agricultura para trabalhar em fábricas e escritórios, aumentando assim as preocupações com as questões de higiene.

Para os dois dermatologistas, Zeichner e Ranella Hirsch, tomar banho demasiadas vezes pode ser prejudicial para a saúde, pois seca e irrita a pele, elimina as bactérias boas e cria pequenas fissuras na epiderme que nos colocam sob maior risco de infeção.

Nesse sentido, os dois médicos defendem que os pais não devem dar banho aos filhos todos os dias, visto que a exposição à sujidade em idades mais jovens torna a pele mais forte, prevenindo futuras alergias, inflações e eczemas.

Embora a atividade física e o clima condicionem o número de duches, é recomendável que se tome apenas banho de dois em dois dias ou de três em três. Ou seja, não se deve ultrapassar os três banhos por semana. Contrariamente aos duches, se há algo que se deve fazer todos os dias é mudar de roupa. Afinal a roupa absorve muito mais odores do que o corpo humano.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.