As Filipinas, o Bangladesh e o Iraque são os três piores países para receber este tipo de tratamento.

O The Economist Intelligence Unit publicou o seu habitual índice sobre "qualidade de morte" que estuda os cuidados paliativos em 80 países e que adverte que o envelhecimento da população vai colocar este tema no centro da discussão pública.

A liderança britânica "deve-se às suas amplas políticas nacionais, à grande integração dos cuidados paliativos na saúde pública, à forte rede de centros para doentes terminais e a um compromisso geral da sociedade com este tema", destaca o relatório.

O estudo dedica uma parte especial a Espanha, que aparece na 23.ª posição, para analisar a questão do impacto das estratégias nacionais, e conclui que "apesar da sua força em muitas áreas dos cuidados paliativos, ainda há muito trabalho para ser feito".

Portugal surge logo a seguir, em 24.º lugar.

A lista dos 10 melhores países para morrer por pontuação:

1) Reino Unido (93,9)

2) Austrália (91,6)

3) Nova Zelândia (87,6)

4) Irlanda (85,8)

5) Bélgica (84,5)

6) Taiwan (83,1)

7) Alemanha (82,0)

8) Holanda (80,9)

9) Estados Unidos (80,8)

10) França (79,4)

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.