Com a subida das temperaturas prevista para os próximos dias e as possíveis enchentes nas praias, a polícia vai montar uma operação especial na costa portuguesa.

É já a partir de hoje que as forças de segurança vão reforçar as patrulhas nas praias portuguesas, mesmo naquelas onde a época balnear ainda não começou. A notícia é avançada esta sexta-feira no jornal Público.

O reforço de meios policiais nas praias visa impedir a aglomeração de pessoas e o cumprimentos das regras sanitárias.

Já escolheu o seu protetor solar? Estes são os 10 melhores de 2021
Já escolheu o seu protetor solar? Estes são os 10 melhores de 2021
Ver artigo

Em grande parte das praias portugueses a época balnear arranca somente a 12 de junho e por isso algumas estâncias balneares ainda não tem semáforos para controlar a afluência aos areais nem nadadores-salvadores.

O Governo decidiu ontem prolongar a situação de calamidade em território nacional até 13 de junho, no âmbito do combate à pandemia da COVID-19, anunciou a ministra de Estado e da Presidência, Mariana Vieira da Silva.

Esta decisão de renovar a situação de calamidade, que se aplica a todo o território continental de Portugal, foi anunciada por Mariana Vieira da Silva no final da reunião do Conselho de Ministros.

- Conheça os vários níveis de proteção da máscara

A situação de calamidade entrou em vigor em 01 de maio, após 12 períodos de estado de emergência, ​​​​​​e foi renovada há duas semanas até às 23:59 horas deste domingo. ​O novo período de situação de calamidade estará em vigor até às 23:59 do dia 13 de junho.

COVID-19: 'Overbooking' de vacinas é estratégia inteligente, garante Gouveia e Melo
COVID-19: 'Overbooking' de vacinas é estratégia inteligente, garante Gouveia e Melo
Ver artigo

A situação de calamidade é o nível de resposta a situações de catástrofe mais alto previsto na Lei de Base da Proteção Civil, depois da situação de alerta e de contingência.

Em Portugal, morreram 17.022 pessoas dos 847.006 casos de infeção confirmados, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

A pandemia de COVID-19 provocou, pelo menos, 3.500.321 mortos no mundo, resultantes de mais de 168,3 milhões de casos de infeção, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Veja ainda: Estes são os 12 vírus mais letais do mundo

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.