Num comunicado enviado às redações, a Junta refere que o espaço poderá “acolher 22 pessoas, que aqui poderão pernoitar, dormindo de forma confortável e abrigada, cear, tomar banho e tomar o pequeno-almoço”.

“À semelhança do que aconteceu em 2018, a junta de freguesia também abrirá as suas portas aos animais de companhia destas pessoas, que não são aceites nos abrigos da cidade, o que as leva, muitas vezes, a recusar ajuda para não abandonarem os seus companheiros de quatro patas”, alega a autarquia.

Durante a noite, estará também no terreno uma equipa da Junta de Freguesia da Estrela “para percorrer as ruas e sinalizar pessoas em situação de sem abrigo”.

“As pessoas encaminhadas pelo Centro de Coordenação Operacional, a funcionar a partir de hoje no Pavilhão do Casal Vistoso, serão recebidas na Estrela a partir das 21:00, onde terão o apoio de vários gabinetes da Junta de Freguesia da Estrela, numa ação interoperacional, que contará ainda com o apoio da 30.ª Esquadra da PSP e voluntários da Associação Paroquial de Santos-o-Velho e do Centro Social e Paroquial de S. Francisco de Paula”, acrescenta a nota.

“Por solicitação da Câmara Municipal de Lisboa, a Junta da Estrela integra o plano de contingência da capital” para o frio, lê-se no comunicado.

O plano de contingência da Câmara de Lisboa para proteger as pessoas em situação de sem-abrigo do frio vai ser ativado hoje às 17:00, disse à Lusa o vereador dos Direitos Sociais, Manuel Grilo.

O município vai abrir o Pavilhão Municipal Casal Vistoso, onde os sem-abrigo “poderão aceder a refeições quentes, dormir com temperatura adequada e também roupa quente”.

Além do pavilhão, que ficará aberto diariamente (24 horas) até que seja desativada a fase amarela do plano de contingência, o Metropolitano de Lisboa vai deixar abertas as estações do Oriente, Saldanha, Intendente, Rossio e Santa Apolónia, durante o período noturno, anunciou a autarquia.

Esta fase amarela do plano de contingência irá manter-se em vigor “enquanto for necessário”, indicou Manuel Grilo à Lusa.

Na segunda-feira, a meteorologista Ângela Lourenço disse à Lusa que as temperaturas mínimas vão continuar muito baixas em Portugal continental pelo menos até ao final da semana, podendo chegar aos 05 graus negativos em algumas regiões do território.

Até ao final da semana, as temperaturas mínimas vão continuar muito baixas, com noites muito frias, mas os dias serão amenos, com máximas que podem chegar aos 18 graus Celsius, explicou a especialista do Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA).

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.