Os vírus, do latim "veneno", são entidades biológicas infeciosas muito pequenas que se replicam apenas no interior das células de um organismo, como animais, plantas ou bactérias.

São classificados por família segundo a composição do seu genoma, forma ou modo de replicação. O último vírus que surgiu na China é um coronavírus, nome que faz referência à coroa de protuberâncias à volta da sua cápsula que torna o vírus mais resistente e difícil de combater pelo sistema imunitário.

Coronavírus: como passou de animais para humanos?
Coronavírus: como passou de animais para humanos?
Ver artigo

O número exato de vírus no planeta Terra não é conhecido, mas são milhares de milhões muito provavelmente. São tão pequenos que só podem ser vistos através de microscópios eletrónicos.

Os vírus são parasitas que não conseguem viver de forma independente ou não por muito tempo. Para se multiplicar, precisam de entrar na célula e utilizar o seu material para a síntese das seus próprios componentes.

Deslocam-se de um hospedeiro para outro, por contacto próximo, pela água, comida contaminada ou gotículas no ar. Em casos muito raros, podem passar de uma espécie para outra. São responsáveis por epidemias mortais que marcaram a história, como a gripe, ébola, varíola, poliomielite, raiva e VIH/Sida. Podem também contaminar plantas e destruir plantações.

Os antibióticos não têm efeito contra os vírus, já que apenas antivírus ou vacinas têm a capacidade de os combater.

Os vírus não têm apenas aspetos negativos. Podem ser usados como ferramentas em biologia, modificados para terapia genética ou na luta contra certos tipos de cancro.

Veja o vídeo

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.