“O Algarve é uma história de insucesso. Ali foi feito tudo o que não deve ser feito”, afirmou Adalberto Campos Fernandes, durante uma reunião conjunta das comissões da Saúde e Orçamento, no ãmbito do debate na especialidade da proposta do Orçamento do Estado para 2016, que dura há quase cinco horas.

Para o ministro, uma região turística como o Algarve “não pode viver em clima de guerra aberta". "O que foi feito no Algarve foi mal feito”.

Por esta razão, a equipa de Adalberto Campos Fernandes inicia, na próxima semana, um conjunto de encontros com autarcas da região, assim como com profissionais do Centro Hospitalar do Algarve, que visa, com este, “chegar ao verão em clima de paz”.

Uma nova administração do Centro Hospitalar do Algarve será conhecida também na próxima semana, tendo o atual presidente do conselho de administração, Pedro Nunes, já terminado o seu mandato.

O ministro anunciou ainda que foram estabelecidos protocolos com o Centro Hospitalar de Lisboa Norte (CHLN, Santa Maria e Pulido Valente), que irão deslocar equipas para o Centro Hospitalar do Algarve.

O Centro Hospitalar do Algarve tem sido notícia, por alegada falta de resposta em áreas como a ortopedia.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.