Prosseguir com os Jogos no Rio, a segunda cidade mais afetada pela epidemia de Zika no Brasil, seria "irresponsável" e "anti-ético", argumentam os especialistas.

"A nossa maior preocupação é a saúde global. A estirpe brasileira do vírus da Zika afeta a saúde de formas que a ciência nunca viu", lê-se na carta, assinada por especialistas do Brasil, Estados Unidos, Reino Unido, Canadá, Noruega, Filipinas, Japão, África do Sul, Turquia, Líbano, entre outros países.

"Apresenta-se um risco desnecessário quando 500.000 turistas estrangeiros de todos os países vão estar nos Jogos expondo-se potencialmente a esta estirpe e regressando a casa, onde a doença se pode tornar endémica", afirmam.

"Se isso acontecer em locais mais pobres, como aqueles que ainda não foram afetados (por exemplo, a maior parte do Sul da Ásia e de África), o sofrimento pode ser grande", alertam.

O Zika pode causar malformações, como microcefalia. Aproximadamente 1.300 bebés nasceram no Brasil com deficiências irreversíveis desde que o mosquito Aedes aegypti, vetor da dengue, começou a transmitir Zika, no ano passado.

Leia também10 cuidados básicos ao viajar para países com Zika

Leia ainda: O drama dos bebés que são o rosto de uma epidemia

A Organização Mundial de Saúde (OMS) e as principais autoridades sanitárias dos Estados Unidos têm alertado as pessoas que viajam para o Brasil para tomar precauções para evitar as picadas do mosquito.

Menor risco no inverno brasileiro

Os Jogos Olímpicos e Paralímpicos, agendados entre 5 de agosto e 18 de setembro, "vão ocorrer durante o inverno no Brasil, quando há menor quantidade de mosquitos ativos e o risco de ser picado é também mais pequeno", salvaguarda a OMS, que descarta o cancelamento do evento.

A carta aberta, assinada por médicos e investigadores das principais universidades do mundo, expressa a preocupação de que as autoridades não estejam a proteger as pessoas de forma adequada.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.