A propósito do Dia Europeu do Ex-Fumador, que se assinala hoje, a ARSLVT informou que, destas 2.624 consultas de apoio intensivo à cessação tabágica, mais de um terço (35%) foram primeiras consultas (942).

Em 2016, prossegue o comunicado, foram contabilizadas 4.738 consultas, “o que corresponde a um aumento de cerca de 12% relativamente a 2015, que terminou com 4.226 consultas”.

Entre 2015 e 2016, o número de primeiras consultas também subiu quase 9%: de 1.254 para 1.365.

A ARSLVT recorda que, atualmente, todos os agrupamentos de centros de saúde (ACES) da região têm consultas de apoio intensivo à cessação tabágica.

O comunicado indica que morrem todos os anos em Portugal mais de 11 mil pessoas por doenças provocadas ou agravadas pelo consumo de tabaco, das quais mais de 800 por doenças decorrentes da exposição ao fumo ambiental.

As pessoas fumadoras têm um risco de adoecer e morrer por doenças graves e incapacitantes duas a três vezes superior ao das pessoas que nunca fumaram, perdendo em média dez anos de expectativa potencial de vida.

Veja ainda: 15 truques para deixar de fumar num ápice

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.