Consegue perceber em qual das duas imagens em cima está a voluntária doente?

Uma equipa recorreu a 16 voluntários suecos saudáveis, todos caucasianos, que tomaram uma injeção de moléculas esterilizadas com o objetivo de causar infeções controladas. Tal levou os participantes no estudo a devolver uma resposta imunitária e sintomas normais de uma gripe.

Estes voluntários foram fotografados duas vezes em duas horas: antes da injeção, quando estavam saudáveis, e depois já doentes. Depois disso deu-se início à experiência: 62 pessoas analisaram as fotografias e identificaram o indivíduo saudável e o doente.

VEJA AINDA: 15 doenças ainda sem cura

SAIBA MAIS: As 10 dores mais insuportáveis do mundo

"Os avaliadores conseguiram distinguir corretamente 13 dos 16 indivíduos (81%) que estariam doentes", lê-se no artigo científico.

Estes avaliadores descreveram ainda uma série de características faciais nas pessoas doentes, como a palidez da pele, as pálpebras descaídas, os olhos vermelhos ou os lábios pálidos, acrescenta o estudo.

Para John Axelsson, da Universidade de Estocolmo e do Instituto Karolinska (Suécia) e principal autor da investigação, estes resultados podem vir a ajudar médicos e softwares de computador a detetar pessoas que estão doentes, indicou à agência de notícias France Presse.

Resposta à pergunta inicial: A da esquerda.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.