A ministra Tamayo Marukawa garantiu que Japão não foi consultado pelo COI sobre a aquisição de vacinas à China, anunciada na quinta-feira, referindo que o seu uso não está aprovado no país e que os atletas nipónicos não as vão tomar.

“Estamos a tomar medidas abrangentes contra doenças infecciosas para os Jogos Tóquio2020, a fim de permitir a participação sem vacinação”, disse Marukawa.

De acordo com a ministra, a preparação dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos está a ser feita como se as vacinas não existissem, prevendo o uso de máscara, a testagem, o distanciamento social e a manutenção dos atletas num “sistema de bolha”.

O COI anunciou na quinta-feira que vai comprar à China vacinas contra a covid-19 para os atletas que vão participar nos Jogos Olímpicos de verão Tóquio2020 e nos de inverno Pequim2022.

Segundo o presidente do organismo, Thomas Bach, as autoridades chinesas “colocaram à disposição doses adicionais de vacinas” ao COI, em quantidade não detalhada, “para os participantes” destas duas edições dos Jogos.

Bach explicou que o COI vai pagar as doses das vacinas Sinovac, que a China disponibilizou para os desportistas olímpicos e paralímpicos, e, por cada uma dessas doses, vai doar “duas doses adicionais para a população do respetivo país, segundo as suas necessidades”.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.