Nas últimas 24 horas, ocorreram 14 mortes, em linha com os últimos dias, e o número total de óbitos desde fevereiro é de 35.042.

Atualmente, as autoridades de saúde italianas contabilizam 12.368 pessoas internadas e 323 foram dadas como curadas entre sexta-feira e hoje.

As autoridades italianas estão a monitorizar de perto seis regiões nas quais o indicador de transmissão (RT), que indica a capacidade de contágio do vírus por cada pessoa infetada, está acima de 1, o limiar considerado como o limite para a propagação da pandemia.

As regiões são, no Norte, a Lombardia (a mais afetada pela covid-19), Emília-Romanha, Piemonte e Veneto, e, no centro do país, Toscana e Lácio.

A Lombardia é a área que mais preocupa as autoridades de saúde, pois continua a ser a zona mais afetada e, só de sexta-feira para hoje, registou 88 novos casos.

O segundo local em que as autoridades de saúde prestam mais atenção é Lazio, cuja capital é Roma, que registou vinte casos, dos quais treze são importados (onze do Bangladesh, um do Iraque e outro da Índia).

A pandemia de covid-19 já provocou mais de 596 mil mortos e infetou mais de 14 milhões de pessoas em 196 países e territórios, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 1.684 pessoas das 48.390 confirmadas como infetadas, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.