A nova valência, que foi adotada no âmbito do Plano de Contingência para o Inverno, segundo o hospital, permite a todos os utentes das USF da cidade a realização de análises e raio-x no HESE.

"Trata-se de uma medida pioneira que visa otimizar a oferta, por parte do hospital, de meios complementares de diagnóstico e terapêutica, melhorar as condições de acesso e aumentar a rapidez no atendimento aos utentes", assegurou o HESE.

A unidade hospitalar referiu que os utentes que recorram ao seu médico de família e que necessitem de realizar análises ou raio-x vão ser encaminhados para uma linha direta de realização de exames no hospital.

Desta forma, garantiu o hospital, "o utente tem um atendimento rápido, reduz o tempo de espera e os resultados dos exames são enviados na hora, direta e informaticamente, para o médico que os tiver solicitado".

"A utilização deste circuito é ainda menos dispendiosa para o utente", frisou o HESE, indicando que "a taxa moderadora é inferior quando o atendimento é feito na consulta no centro de saúde".

Além disso, notou a unidade hospitalar, torna-se também "mais seguro para o utente, porque evita a passagem pelas salas de espera do serviço de urgência hospitalar, reduzindo os riscos de contágio".

A medida significa igualmente a implementação de "uma prática mais responsável do uso dos cuidados de saúde do Serviço Nacional de Saúde (SNS), pois liberta-se a urgência hospitalar para atendimento das situações mais graves", assinalou.

A linha direta para exames de diagnóstico no HESE, que se iniciou este inverno, em articulação com o Agrupamento dos Centros de Saúde do Alentejo Central (ACES-AC), conta com a colaboração dos médicos de família.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.